Coleiro : principais doenças - Página 2
ANUNCIOS
Publicidade

Publicidade

free counters
Guias para criação
Fechar Anuncio!
Curta nosso Facebook
Compartilhe
Ir em baixo
thiago xavier
thiago xavier
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente
Mensagens : 60
Pontos : 87
Reputação : 4
Data de inscrição : 15/07/2011
Idade : 26
Localização : rj

Coleiro : principais doenças - Página 2 Empty Coleiro : principais doenças

em Sab 3 Set - 15:28
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Relembrando a primeira mensagem :

Doenças

Há várioscomportamentos do Coleiro que podem indicar que ele está doente. Este canal se propõe a apresentar estes "sintomas" e mostrar como o criador deve proceder para que seu Coleiro não adoeça. Mas em todos os casos (em que o Coleiro se apresente com problemas) recomenda-se que o proprietário leve a ave ao Veterinário. Eis alguns dos tais sintomas:

 

Coleiro Evacuando Fezes Verdes:
Provavelmente um caso de Diarréia. Será necessário diagnosticar, posteriormente, a causa da diarréia. Nestes casos o Coleiro encontra-se com as penas arrepiadas, as fezes aquosas e esverdeadas. Ao redor da cloaca as penas ficam sujas e o pássaro apresenta um aspecto ruim, de sujeira. A ave deve ser isolada das demais e sua gaiola e objetos (bebedouros e comedouros) esterilizados. As causas podem ser por ingestão de verduras mal lavadas, de alface (que solta o intestino do pássaro) ou sementes velhas. Este também é o quadro da Coccidiose e de Verminoses. ATENÇÃO: Se você estiver fazendo a migração de sementes para rações, seu pássaro pode apresentar as fezes mais amolecidas (ou com a coloração alterada). É comum que haja esta diferença no tempo de adaptação.
 

Coleiro  Rouco ou Respirando de Bico Aberto:
Trata-se, provavelmente, de uma doença do trato respiratório. Estes problemas, geralmente, ocorrem quando há quedas de temperatura acompanhadas por correntes de ar. Nunca se deve tirar o pássaro de um local muito quente para um local muito frio sem antes prepará-lo. Deve-se fazer isso bem aos poucos, para que a ave não tenha um choque térmico. Isso pode deixar o Coleiro "resfriado". Para tratar deste problema recomenda-se deixar o Coleiro dentro de casa, encapado, aquecido por uma lâmpada pequena que fique próxima à gaiola. Caso não haja melhoras, a sugestão é de levar o Coleiro a algum profissional habilitado (um veterinário).
 

Coleiro com Dificuldade de Evacuar ou Não Evacua:
Provavelmente um caso de prisão de ventre. Isso pode vir a acontecer quando o Coleiro tem pouco espaço para se exercitar. Para não ter de enfrentar este mal, basta oferecer sempre ao Coleiro verduras (como Couve e Almeirão) e uma gaiola com bastante espaço.
 

Coleiro Arrancando as Próprias Penas:
Isto ocorre, provavelmente, por  algum desequilíbrio na alimentação da ave. Nestes casos, o Coleiro estaria procurando, nas próprias penas, substâncias de origem animal que seu organismo necessita. Sugere-se larvas de tenébrio molitor ou de "praga da granja" (que é um tenébrio de menor porte, mais adequado ao tamanho do Coleirinho). Mas este hábito, de arrancar as penas pode, com o tempo, tornar-se um vício para o animal (mesmo ele já estando com sua alimentação equilibrada).
 

Coleiro não Faz a Muda:
Pode acontecer de um Coleiro nunca completar sua muda (ficar muito tempo sem as penas). Isso pode estar Acontecendo pelo fato de o Coleiro não ter descanso. Ele é sistematicamente exposto a desafios com outros machos (seja ouvindo ou vendo) e seu organismo não consegue fazer o descanso que ele precisa para fazer uma muda tranqüila. Ele também pode estar sendo excessivamente exposto a uma (ou mais) fêmeas. Nestes casos deve-se encapar o Coleiro com uma capa de tecido claro (branco ou azul bem clarinho), deixando somente uma parte da gaiola aberta, e impedir que ele escute outros machos. Assim, ele vai "sossegar" e fazer uma muda saudável. Também é sempre recomendado oferecer uma grande variedade de alimentos (para que não falte nada a ele) e um complexo vitamínico na água (por exemplo: Vitagold, 2 gotas para 50ml, 2 vezes por semana).
 

Fêmea  com Ovo Entalado:
Algumasfêmeas menos experientes podem ser acometidas do chamado "ovo preso". O ovo fica entalado e a fêmea não consegue botar. Este problema é diagnosticado quando a fêmea desmonta seu ninho, ou senta-se sobre as penas do rabo. Uma alternativa de tratamento é pingar uma gota de óleo no canal de saída do ovo. Outra é colocar a fêmea sobre um pouco de vapor. Uma terceira é dar uma gotinha de azeite morno (nunca azeite quente) no biquinho da fêmea, pegá-la com a mão, abrir suas asas e fazer movimentos delicado no seu abdômen, de cima (da garganta) para baixo (à cloaca).
   

Peito Seco (Coccidiose):

                 

Fica evidente quando o pássaro apresenta diarréia, com as penas eriçadas, fica no canto da gaiola, quietinho, sem se alimentar e seu peito fica proeminente. A coccidiose é contraída quando, de alguma forma, o Coleiro ingere as próprias fezes. Isso pode acontecer quando ele agarra verduras com o pé sujo de fezes e depois leva o alimento à boca. Para diminuir as chances de seu Coleiro ficar doente é  recomendado manter os poleiros sempre limpos. Também recomenda-se tirar as banheiras do Coleiro quando ele
não está tomando banho (pois ele pode fazer cocô na água e, em seguida, bebê-la). A coccidiose é, em muitos casos, letal, difícil de ser tratada.
 

FONTE:http://www.coleiro.com.br/cl_doencas.htm


Última edição por William Davis em Seg 16 Fev - 11:17, editado 4 vez(es) (Razão : Formatação do texto!!!)

ericsathler
ericsathler
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente
Mensagens : 2
Pontos : 4
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/07/2020
Idade : 34
Localização : Niterói,RJ

Coleiro : principais doenças - Página 2 Empty Re: Coleiro : principais doenças

em Sex 10 Jul - 11:23
O meu coleiro muito tempo teve mania de comer pena, como coleiro é nervosinho, sempre colocava dedo para ele bicar e puxava a pena que estava na guela com pontinha para fora ainda e tirava. depois de administrar vitaminas orientada pelo veterinário, que até então não sabia, depois não sei se é por não enxergar, que segundo veterinário é catarata, ele bica e puxa a pena do peitoral frontal. As vezes ele dá umas tombadas que até então é pela velhice 15 anos ou mais. Ate postei um tópico como nome de coleiro cego.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum