Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes - Página 2
ANUNCIOS
Publicidade

Publicidade

free counters
Guias para criação
Face
Fechar Anuncio!
Curta nosso Facebook
Compartilhe
Ir em baixo
Eduardo Machado
Eduardo Machado
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
Mensagens : 16898
Pontos : 21437
Reputação : 1508
Data de inscrição : 07/12/2010
Idade : 38
Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP
https://www.criadoresdepassaros.com

Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes  - Página 2 Empty Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes

em Qua 16 Abr - 9:58
Relembrando a primeira mensagem :

Iniciando o relacionamento com seu pássaro
Como todos os animais, as aves também estranham as alterações de local, dono ou tratador, por isso procure tornar a adaptação o mais confortável possível, evitando stress no pássaro. Para facilitar o processo de adaptação, é recomendável colocar a gaiola, com água fresca e diversos alimentos, em um lugar calmo, sem coisas que os assuste. Evite também fazer movimentos bruscos, barulhos altos ou quaisquer outros fatores que possa causar stress no pássaro. Deixe com que ele descanse na gaiola e vá se acostumando naturalmente ao novo local, dono ou tratador.

Pássaro no Ombro ou nas Mãos
Se o pássaro está com você a pouco tempo e ainda não está totalmente acostumado a ser manuseado, evite ficar com o pássaro no ombro, pois ele pode se assustar e querer voar, provocando uma tentativa frustrada de vôo e consequentemente uma queda. Nesse caso, fique com o pássaro na mão em posição próxima ao solo até que ele sinta confiança e se acostume a ser manuseado, ai sim torna-se mais seguro ficar com ele no ombro.

Pássaro Manso Não é Brinquedo
Temos que entender que os pássaros precisam de se alimentar, beber água, descansar, dormir, ou seja, ter suas atividades dentro de seu bioritmo. Ressaltamos esse tópico, pois algumas pessoas, na maioria das vezes por falta de informação, levam seus pássaros a todos os lugares, em qualquer horário, deixando-os na maioria das vezes stressados. Levar o pássaro para passear durante o dia em um local arejado e tranquilo é benéfico para o pássaro, mas leva-lo para passear em um bar lotado e barulhento, durante longo período e a noite, com certeza não vai fazer bem ao pássaro.

Playgrounds
Muitas pessoas gostam de colocar as calopsitas em playgrounds para dar mais liberdade e atividade ao pássaro, além de serem peças decorativas.
O principal cuidado que deve ser tomado na compra de um playground é verificar a qualidade e o material utilizado.  Por exemplo: verificar se a tinta utilizada não é tóxica e sim comestível, verificar se existe a possibilidade das calopsitas arrebentarem as peças do playground rapidamente (fios de naylon), enfim, verificar a qualidade do produto.

O uso de um playgrond não elimina a necessidade de uma gaiola.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Gaiola ou Viveiro
A gaiola ou viveiro preferencialmente deverá ter uma grade (estrado) antes da bandeja de fundo  da gaiola, isso evita que o pássaro pise em suas fezes e fique com os pés sujos, consequentemente essa proteção previne possíveis doenças e micoses. 
A gaiola também deverá ter uma porta grande, que preferencialmente se transforme em um puleiro, que facilite o manuseio da calopsita. 

Existem inumeros tipos e modelos de gaiolas e viveiros para calopsitas mansas.  
No entanto o modelo de abaixo aicma oferece melhor custo benefício.   

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Local da Gaiola ou Viveiro


Não deixar a gaiola em local onde haja corrente de vento. Deixar a gaiola onde o pássaro possa receber claridade do sol, preferencialmente onde bata sol na parte da manhã ou no final da tarde. O sol é importante, mas deixar o pássaro no sol forte não vai fazer bem a sua saúde.


Pássaro na Área de Serviço

Deixar o pássaro solto em poleiro na área de serviço é bastante perigoso, ele pode tentar voar e acabar caindo dentro de tanques, baldes e bacias com água e acabar se afogando. Se for colocar o pássaro no banheiro dos fundos, evitar deixar a gaiola aberta e a tampa do vaso sanitário aberta, ele pode tentar voar e cair no vaso sanitário e acabar se afogando.


Pássaros na Cozinha

Não deixar o pássaro solto na cozinha, principalmente na hora que estiver fazendo o almoço, pois o pássaro pode tentar voar para perto de você e acabar causando um acidente com água quente, óleo quente ou fogo. 
ATENÇÂO: O teflon, material cinza anti aderente, do qual é feito muitas panelas e frigideiras, quando aquecido libera um gás tóximo para os pássaros, que pode levar a morte, portanto, se utilizar estes tipos de panelas em casa, nunca deixe seu pássaro na cozinha. Obtive esta informação de especialistas em aves.      

Pássaro Solto

Não deixe seu pássaro solto pela casa sem que você esteja por perto e atento, um dos acidentes mais comuns é o pássaro ser pisoteado pelo próprio dono ou outra pessoa da casa. Quando o pássaro estiver solto, feche as portas com chave e/ou pega ladrão, isso evita que uma pessoa possa abrir a porta repentinamente e quebrar as pernas do pássaro que poderá estar atrás da porta.


O Sono 

O sono do pássaro é muito importante para manter a saúde e evitar o stress. O pássaro deve ter um local calmo, tranqüilo, sem barulho, sem movimento de pessoas para que possa dormir bem. É preciso também respeitar o horário de sono dos pássaros, sem ficar com o pássaro manso até tarde da noite. O stress pode causar a falta de apetite, deixando o pássaro mais fraco e propenso a doenças.


Banho 

Muitos pássaros não gostam de tomar banho em sua banheira, assim em dias quentes e no período da manhã, pode-se utilizar um borrifador para dar banho nos pássaros.


Muda de Penas

A primeira muda de penas acontece aproximadamente com 5 ou 6 meses de idade e a segunda por volta de 1 ano. As demais mudas podem acontecer 1 ou 2 vezes ao ano, sendo uma delas normalmente no período do verão. Nesse período o pássaro fica mais fraco e susceptível a doenças, devido ao seu metabolismo estar alterado. Por isso, devemos oferecer uma alimentação mais rica e suplementos vitamínicos nesse período. 

Logo após a mudança de penas, é comum o pássaro se coçar com o bico e sair um pozinho branco, parecendo uma caspa. Isso é um processo normal, pois após as penas nascerem os canhões de penas se ressecam e esfarinham, formando esse farelo parecido com uma caspa.


Vermifugação (dar remédio de verme) 

A vermifugação nas calopsitas deve ser feita levando-se em consideração o ambiente onde vive. Normalmente um bom espaço de tempo pode ser a cada 6 meses, devendo evitar o período de muda de pena e de postura de ovos. Os vermífugos mais comuns, são os líquidos, para se pingar na água de beber.  No criadouro Ninho dos Pássaros, já utilizamos Vermiaves, Canto Lindo e Avitrin, com enorme sucesso.  


Fios Elétricos

Os pássaros gostam de brincar, empoleirar, escalar e andar por fios elétricos, constituindo um enorme perigo para os psitacídeos que gostam de bicar os fios e podem acabar tomando choques fatais.


Plantas Tóxicas

Existem muitas plantas tóxicas e como pode ser difícil de reconhe-las, não deixe seu pássaro ficar bicando e comendas plantas desconhecidas.


Produtos Tóxicos

Evite deixar a calopsita solta em ambiente onde existam produtos tóxicos como detergentes, sabão, inseticida, cloro e produtos de limpeza em geral.


Fumaça

Os pulmões dos pássaros são muito sensíveis, pois fazem a troca de ar intensamente. Evite deixar o pássaro perto da fumaça e evite fumar perto dos pássaros, isso pode trazer problemas respiratórios.


Cães e Gatos

Seus pássaro não deve ficar sozinho com cães e gatos, mesmo que a convivência seja pacífica entre eles, pois se um dia acontecer um desentendimento, seu pássaro sairá seriamente machucado. 

Transporte

Evite transportar os pássaros em gaiolas, os pássaros podem se debater e acabar machucando as asas. Mesmo que isso não aconteça, os pássaros vão tensos, com a musculatura das pernas contraídas para se agarrar firmemente ao poleiro ou às grades da gaiola. O ideal são as caixas de transporte de aves, normalmente feitas em madeira e arame, permitindo uma boa ventilação. Caso não encontre esse tipo de caixa, os pássaros podem ser transportados em caixas de sapato ou similares, sempre com buracos para permitir a ventilação dentro da caixa. 


Dismorfismo Sexual

Dismorfismo Sexual é a diferença visualmente perceptível entre machos e fêmeas de uma mesma espécie.
Algumas espécies de psitacídeos apresentam dismorfismo sexual, como é o caso dos Red Rumped, onde apenas o macho apresenta uma coloração mais diversificada, com amarelo no peito e vermelho no dorso.
Nas calopsitas filhotes não é possível ver diferença entre machos e fêmeas, mas quando adultas e após as mudas de penas, é possível identificar os machos e fêmeas, nas cores silvestres e canela, pela coloração da face que se torna mais amarela nos machos e permanecem cinzas nas fêmeas. Nas calopsitas, outra maneira de identificar o sexo é através do canto, pois apenas os machos cantam com desenvoltura a partir dos 4 ou 5 meses de vida e na maioria das vezes as fêmeas emitem poucos sons.
Graças a tecnologia biomolecular, hoje é possível fazer a sexagem por DNA de forma rápida e segura. Algumas empresas de biotecnologia fazem a sexagem por DNA, através de material genético contido em pequenas gotas de sangue ou simplesmente através de penas retiradas do peito das aves.

Temperamento

Assim como os cães, gatos, cavalos e outros animais, cada pássaro tem o seu comportamento natural, seu temperamento e suas características individuais, que devem ser entendidas e respeitadas. Uns pássaros são mais quietos, outros mais agitados, uns curiosos, outros desinteressados, uns muito dóceis, outros mais agressivos, mas o mais importante é perceber essas diferenças e respeitar o comportamento de cada pássaro. Mesmo os pássaros mais dóceis e brincalhões, em alguns momentos querem ficar quietos e descansar. Alguns pássaros que adoram carinho na cabeça, podem não tolerar que lhe toquem nas costas. Temos que entender que são características individuais de cada pássaro e que isso os tornam únicos, impossibilitando que sejam comparados uns aos outros.



rodrigo2014
rodrigo2014
Socio do Fórum
Socio do Fórum
Mensagens : 231
Pontos : 323
Reputação : 6
Data de inscrição : 16/01/2014
Localização : Sao Paulo- Embu das Artes

Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes  - Página 2 Empty Re: Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes

em Qui 29 Maio - 14:32
SHOW DE BOLA
Eduardo Machado
Eduardo Machado
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
Mensagens : 16898
Pontos : 21437
Reputação : 1508
Data de inscrição : 07/12/2010
Idade : 38
Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP
https://www.criadoresdepassaros.com

Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes  - Página 2 Empty Re: Iniciando o relacionamento com seu pássaro - Dicas importantes

em Ter 30 Dez - 9:24
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Iniciando o relacionamento com seu pássaro
Como todos os animais, as aves também estranham as alterações de local, dono ou tratador, por isso procure tornar a adaptação o mais confortável possível, evitando stress no pássaro. Para facilitar o processo de adaptação, é recomendável colocar a gaiola, com água fresca e diversos alimentos, em um lugar calmo, sem coisas que os assuste. Evite também fazer movimentos bruscos, barulhos altos ou quaisquer outros fatores que possa causar stress no pássaro. Deixe com que ele descanse na gaiola e vá se acostumando naturalmente ao novo local, dono ou tratador.

Pássaro no Ombro ou nas Mãos
Se o pássaro está com você a pouco tempo e ainda não está totalmente acostumado a ser manuseado, evite ficar com o pássaro no ombro, pois ele pode se assustar e querer voar, provocando uma tentativa frustrada de vôo e consequentemente uma queda. Nesse caso, fique com o pássaro na mão em posição próxima ao solo até que ele sinta confiança e se acostume a ser manuseado, ai sim torna-se mais seguro ficar com ele no ombro.

Pássaro Manso Não é Brinquedo
Temos que entender que os pássaros precisam de se alimentar, beber água, descansar, dormir, ou seja, ter suas atividades dentro de seu bioritmo. Ressaltamos esse tópico, pois algumas pessoas, na maioria das vezes por falta de informação, levam seus pássaros a todos os lugares, em qualquer horário, deixando-os na maioria das vezes stressados. Levar o pássaro para passear durante o dia em um local arejado e tranquilo é benéfico para o pássaro, mas leva-lo para passear em um bar lotado e barulhento, durante longo período e a noite, com certeza não vai fazer bem ao pássaro.

Playgrounds
Muitas pessoas gostam de colocar as calopsitas em playgrounds para dar mais liberdade e atividade ao pássaro, além de serem peças decorativas.
O principal cuidado que deve ser tomado na compra de um playground é verificar a qualidade e o material utilizado.  Por exemplo: verificar se a tinta utilizada não é tóxica e sim comestível, verificar se existe a possibilidade das calopsitas arrebentarem as peças do playground rapidamente (fios de naylon), enfim, verificar a qualidade do produto.

O uso de um playgrond não elimina a necessidade de uma gaiola.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Gaiola ou Viveiro
A gaiola ou viveiro preferencialmente deverá ter uma grade (estrado) antes da bandeja de fundo  da gaiola, isso evita que o pássaro pise em suas fezes e fique com os pés sujos, consequentemente essa proteção previne possíveis doenças e micoses. 
A gaiola também deverá ter uma porta grande, que preferencialmente se transforme em um puleiro, que facilite o manuseio da calopsita. 

Existem inumeros tipos e modelos de gaiolas e viveiros para calopsitas mansas.  
No entanto o modelo de abaixo aicma oferece melhor custo benefício.   

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Local da Gaiola ou Viveiro


Não deixar a gaiola em local onde haja corrente de vento. Deixar a gaiola onde o pássaro possa receber claridade do sol, preferencialmente onde bata sol na parte da manhã ou no final da tarde. O sol é importante, mas deixar o pássaro no sol forte não vai fazer bem a sua saúde.


Pássaro na Área de Serviço

Deixar o pássaro solto em poleiro na área de serviço é bastante perigoso, ele pode tentar voar e acabar caindo dentro de tanques, baldes e bacias com água e acabar se afogando. Se for colocar o pássaro no banheiro dos fundos, evitar deixar a gaiola aberta e a tampa do vaso sanitário aberta, ele pode tentar voar e cair no vaso sanitário e acabar se afogando.

Pássaros na Cozinha

Não deixar o pássaro solto na cozinha, principalmente na hora que estiver fazendo o almoço, pois o pássaro pode tentar voar para perto de você e acabar causando um acidente com água quente, óleo quente ou fogo. 
ATENÇÂO: O teflon, material cinza anti aderente, do qual é feito muitas panelas e frigideiras, quando aquecido libera um gás tóximo para os pássaros, que pode levar a morte, portanto, se utilizar estes tipos de panelas em casa, nunca deixe seu pássaro na cozinha. Obtive esta informação de especialistas em aves.      

Pássaro Solto

Não deixe seu pássaro solto pela casa sem que você esteja por perto e atento, um dos acidentes mais comuns é o pássaro ser pisoteado pelo próprio dono ou outra pessoa da casa. Quando o pássaro estiver solto, feche as portas com chave e/ou pega ladrão, isso evita que uma pessoa possa abrir a porta repentinamente e quebrar as pernas do pássaro que poderá estar atrás da porta.

O Sono 

O sono do pássaro é muito importante para manter a saúde e evitar o stress. O pássaro deve ter um local calmo, tranqüilo, sem barulho, sem movimento de pessoas para que possa dormir bem. É preciso também respeitar o horário de sono dos pássaros, sem ficar com o pássaro manso até tarde da noite. O stress pode causar a falta de apetite, deixando o pássaro mais fraco e propenso a doenças.

Banho 

Muitos pássaros não gostam de tomar banho em sua banheira, assim em dias quentes e no período da manhã, pode-se utilizar um borrifador para dar banho nos pássaros.

Muda de Penas

A primeira muda de penas acontece aproximadamente com 5 ou 6 meses de idade e a segunda por volta de 1 ano. As demais mudas podem acontecer 1 ou 2 vezes ao ano, sendo uma delas normalmente no período do verão. Nesse período o pássaro fica mais fraco e susceptível a doenças, devido ao seu metabolismo estar alterado. Por isso, devemos oferecer uma alimentação mais rica e suplementos vitamínicos nesse período. 

Logo após a mudança de penas, é comum o pássaro se coçar com o bico e sair um pozinho branco, parecendo uma caspa. Isso é um processo normal, pois após as penas nascerem os canhões de penas se ressecam e esfarinham, formando esse farelo parecido com uma caspa.

Vermifugação (dar remédio de verme) 

A vermifugação nas calopsitas deve ser feita levando-se em consideração o ambiente onde vive. Normalmente um bom espaço de tempo pode ser a cada 6 meses, devendo evitar o período de muda de pena e de postura de ovos. Os vermífugos mais comuns, são os líquidos, para se pingar na água de beber.  No criadouro Ninho dos Pássaros, já utilizamos Vermiaves, Canto Lindo e Avitrin, com enorme sucesso.  


Fios Elétricos

Os pássaros gostam de brincar, empoleirar, escalar e andar por fios elétricos, constituindo um enorme perigo para os psitacídeos que gostam de bicar os fios e podem acabar tomando choques fatais.

Plantas Tóxicas

Existem muitas plantas tóxicas e como pode ser difícil de reconhe-las, não deixe seu pássaro ficar bicando e comendas plantas desconhecidas.

Produtos Tóxicos

Evite deixar a calopsita solta em ambiente onde existam produtos tóxicos como detergentes, sabão, inseticida, cloro e produtos de limpeza em geral.

Fumaça

Os pulmões dos pássaros são muito sensíveis, pois fazem a troca de ar intensamente. Evite deixar o pássaro perto da fumaça e evite fumar perto dos pássaros, isso pode trazer problemas respiratórios.

Cães e Gatos

Seus pássaro não deve ficar sozinho com cães e gatos, mesmo que a convivência seja pacífica entre eles, pois se um dia acontecer um desentendimento, seu pássaro sairá seriamente machucado. 
Transporte

Evite transportar os pássaros em gaiolas, os pássaros podem se debater e acabar machucando as asas. Mesmo que isso não aconteça, os pássaros vão tensos, com a musculatura das pernas contraídas para se agarrar firmemente ao poleiro ou às grades da gaiola. O ideal são as caixas de transporte de aves, normalmente feitas em madeira e arame, permitindo uma boa ventilação. Caso não encontre esse tipo de caixa, os pássaros podem ser transportados em caixas de sapato ou similares, sempre com buracos para permitir a ventilação dentro da caixa. 

Dismorfismo Sexual

Dismorfismo Sexual é a diferença visualmente perceptível entre machos e fêmeas de uma mesma espécie.
Algumas espécies de psitacídeos apresentam dismorfismo sexual, como é o caso dos Red Rumped, onde apenas o macho apresenta uma coloração mais diversificada, com amarelo no peito e vermelho no dorso.
Nas calopsitas filhotes não é possível ver diferença entre machos e fêmeas, mas quando adultas e após as mudas de penas, é possível identificar os machos e fêmeas, nas cores silvestres e canela, pela coloração da face que se torna mais amarela nos machos e permanecem cinzas nas fêmeas. Nas calopsitas, outra maneira de identificar o sexo é através do canto, pois apenas os machos cantam com desenvoltura a partir dos 4 ou 5 meses de vida e na maioria das vezes as fêmeas emitem poucos sons.
Graças a tecnologia biomolecular, hoje é possível fazer a sexagem por DNA de forma rápida e segura. Algumas empresas de biotecnologia fazem a sexagem por DNA, através de material genético contido em pequenas gotas de sangue ou simplesmente através de penas retiradas do peito das aves.

Temperamento

Assim como os cães, gatos, cavalos e outros animais, cada pássaro tem o seu comportamento natural, seu temperamento e suas características individuais, que devem ser entendidas e respeitadas. Uns pássaros são mais quietos, outros mais agitados, uns curiosos, outros desinteressados, uns muito dóceis, outros mais agressivos, mas o mais importante é perceber essas diferenças e respeitar o comportamento de cada pássaro. Mesmo os pássaros mais dóceis e brincalhões, em alguns momentos querem ficar quietos e descansar. Alguns pássaros que adoram carinho na cabeça, podem não tolerar que lhe toquem nas costas. Temos que entender que são características individuais de cada pássaro e que isso os tornam únicos, impossibilitando que sejam comparados uns aos outros.



Leiam criadores !!! Vamos que vamos !!!



  [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



                                                               


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum