Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro
ANUNCIOS
Publicidade

Publicidade

free counters
Guias para criação
Face
Fechar Anuncio!
Curta nosso Facebook
Compartilhe
Ir em baixo
Eduardo Machado
Eduardo Machado
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
Mensagens : 16898
Pontos : 21437
Reputação : 1508
Data de inscrição : 07/12/2010
Idade : 38
Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP
https://www.criadoresdepassaros.com

Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro Empty Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro

em Seg 14 Abr - 8:12
Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ter um pássaro novo exige certos cuidados especiais e a melhor época para ensiná-lo quando ainda é pequeno. Veja 10 dicas para treinar um pássaro novo e comece agora mesmo a ensinar o seu animal de estimação.
O treinamento é importante para que as aves se tornem sociáveis e ajuda muito na sua saúde psicológica, já que viverá em um ambiente fechado e rodeada por humanos.
Vale a pena conferir estas dicas e ter um pássaro treinado em casa.



1 – Prepare-se para receber seu pássaro


Assim como quando recebe uma visita ou uma criança nova em casa, prepare o que o pássaro vai precisar.


Imagine que irá receber uma pessoa nova em sua casa. Quando é uma criança, sempre compramos fraldas, um berço, etc. No caso do pássaro, é bom fazer uma lista com as coisas que precisa comprar antes de trazê-lo para casa. São elas:
Gaiola para ficar em casa e também uma menor para passeio;
Comida própria para passarinho;
Toalha branca ou de cor clara;


Acessórios para a gaiola (comedouros, bebedouros, porta-vitaminas, banheiras, etc.);
Brinquedinhos para que possa ficar bicando (você pode achar várias coisas para isso até mesmo em casa).
Vale a pena se informar antes no local onde comprará ou adotará o animal. Se ele já possui algum hábito alimentar específico ou se precisa acrescentar mais alguma coisa em sua lista.
O tamanho da gaiola deve levar em conta alguns aspectos:
O pássaro deve ter espaço suficiente para andar nos poleiros, comer e abrir as asas;


O material da gaiola deve ser de madeira ou arame. As gaiolas de madeira, são ideais para pássaros silvestres, por serem mais quentes. Já as de arame são para pássaros como araras, papagaios, calopsitas e tucanos devido à resistência.
Pássaros maiores como papagaios, araras, roselas, loris, etc. ficam muito melhor em viveiros grandes devido aos seus tamanhos. Se não for possível, lembre-se que o tamanho da gaiola deverá ser proporcional ao tamanho do animal.
É importante ainda ver como as demais pessoas da casa reagirão à presença dele e reservar um local especial da casa para que ele possa ficar à vontade e se distrair.

2 – Seja paciente


Um pássaro, por mais inteligente que seja, não vai aprender tudo de uma vez.


Não adianta querer que seu pássaro aprenda tudo de um dia para o outro, pois nem mesmo nós temos essa capacidade.
Seja paciente e atencioso, observe onde ele possui mais dificuldade e não force os treinos para não cansá-lo.
Um treino ideal costuma durar, no máximo, 5 minutos e deve ser feito até três vezes por dia. Isso quando o pássaro ainda está aprendendo, pois ele pode ficar estressado com os movimentos repetitivos.
Depois de um tempo, quando estiver dominando o exercício, ele mesmo fará quantas vezes achar divertido. Aí você pode aproveitar para acompanhá-lo na brincadeira.

3 – Aprenda a pegar o pássaro


Coloque o seu dedo perto dos pés do pássaro para ensinar o primeiro movimento de treinamento.


Tudo tem que ter o seu jeitinho e até na hora de pegá-lo deve haver cuidado, pois ele ainda não tem confiança em você.
A lição inicial é ensiná-lo a subir em seu dedo. Por isso, coloque sempre o dedo um pouco acima dos pés do pássaro para que ele se sinta seguro para subir e se equilibrar.
Levante-o devagar para que não estranhe e queira voar. Além disso, procure elogiar dizendo parabéns ou fazendo algum elogio quando ele subir em seu dedo, pois ele vai se sentir mais motivado.
Alguns treinadores dizem apenas "Muito bem", outros podem gritar "Viva" ou "Isso aí". Procure apenas manter um som padrão em todos os exercícios. Veja como fica legal:


4 – Saiba dar as guloseimas

Aprenda a dar guloseimas para recompensá-lo por alguma coisa que fez.

Não vai querer dar um monte de coisa para o pássaro comer, pois ele pode passar mal e ter uma intoxicação. A ideia de usar as guloseimas é apenas para motivá-lo a fazer alguma coisa.
Sabe o caso de um cachorro que ganha um osso quando pega a bolinha? Pois o pássaro pode ganhar alguma guloseima quando fizer um exercício do treino.
O tipo de guloseima a ser escolhido vai depender do que ele mais gosta e isso você só aprenderá com o tempo em que ele estiver na sua casa. Algumas pessoas dão apenas a ração comum, outras ração extrusada, farinha, frutas em geral (que ele goste) ou até talos de verduras, milho ou pedaços de pão duro.
Cuidado apenas para não dar sementes de girassol ou amendoim, pois são alimentos gordurosos que podem deixar o pássaro obeso ou doente. Veja no vídeo abaixo como pode recompensá-lo com a guloseima.




5 – Use sempre uma toalha para treiná-lo


Acostume-o com uma toalha para quando tiver que usá-la em alguma medicação, já esteja acostumado.


É bom acostumar o pássaro a usar uma toalha (geralmente branca ou de cor clara para que ele não se assuste). Pois ficará mais familiarizado quando precisar ser medicado, por exemplo, e ter que ficar sobre uma toalha. Tente incluí-la nos treinos, deixe alimentos em cima dela e acostume o pássaro a vê-la como algo normal.

6 – Ensine-o a não bicar as pessoas


Aprenda a dizer “não” quando tentar bicar as pessoas para que ele aprenda que não é certo.

Assim como ensinamos as crianças que algumas coisas não são certas, devemos ensinar o pássaro a não bicar as pessoas ou ter atitudes agressivas. A melhor forma de fazer isso não é bater e muito menos gritar com o pássaro. Saiba apenas dizer “não” de maneira firme e sempre olhando nos olhos dele. Nas primeiras vezes, pode ser que ele não entenda, mas com o tempo começará a entender que não deve fazer isso (mesmo que não entenda o motivo).

7 – Dê coisas para ele bicar


Ofereça objetos para que ele tenha o que bicar e respeite o seu instinto animal.


Não dá para impedir um pássaro de bicar, pois este é o seu instinto animal, mas dá para mostrar coisas que ele pode bicar para que fique sempre ocupado e não sinta vontade de bicar as pessoas ou algumas coisas na casa que não podem ser danificadas.
Um palito de dente, tampinhas plásticas ou objetos mais duros são indicados para estas brincadeiras.

8 – Controle os gritos

Tente abafar o som da gaiola ou ligar o rádio para que ele grite menos.

Não existe como impedi-lo de gritar, mas há como tentar distraí-lo com o rádio (quando ele ouve outro som, pode parar para escutar) ou abafar o som da gaiola com uma toalha, cobrindo-a em uma parte.
Não adianta gritar ou ficar bravo pedindo para que ele não grite, pois isto faz parte do seu instinto.
Se for do tipo que não gosta de gritos e barulho, opte por outro tipo de animal.

9 – Sair com o pássaro


Se quiser sair com seu pássaro, o ideal é ter uma gaiola de passeio para carregá-lo com segurança.

Mesmo com as asas cortadas, não é indicado deixar o pássaro sair. Existem formas de treiná-lo a andar com uma coleira, mas isso leva grande tempo e paciência do dono, além de que precisa de um grande cuidado devido a presença de outros animais e pessoas que podem pisar nele.
A melhor alternativa ainda é ensiná-lo a passear em uma gaiola, onde ele tenha um poleiro e consiga acompanhar todo o movimento. Acostume-o desde novinho mesmo para que não estranhe ficar trancado e fique se debatendo na gaiola, pois pode se machucar.

10 – Ensine-o a falar

Repita várias vezes uma música ou alguma expressão que deseje que seu pássaro fale.

Um pássaro novo aprende a falar e cantar de tanto ouvir uma música ou expressão, então esteja o tempo todo repetindo alguma coisa para que ele assimile o som e possa falar também. Mais uma vez, é preciso ter paciência até que ele aprenda tudo.
Vale lembrar que o treino de um pássaro pode ser feito através de movimentos, músicas ou o que desejar que ele aprenda. E quanto mais novo, mais disposto estará para aprender coisas novas e conseguir guardá-las com mais facilidade.
Como deu para perceber, as 10 dicas para treinar um pássaro novo
podem ser seguidas por qualquer pessoa que queira comprar um pássaro e ensiná-lo a fazer alguma coisa. Comece a tentar em casa e divirta-se com o seu animalzinho.




 :dance:  :dance:  :dance:  :dance: 
João Pereira
João Pereira
Pasarinheiro Expert
Pasarinheiro Expert
Mensagens : 8321
Pontos : 9349
Reputação : 574
Data de inscrição : 01/07/2013
Idade : 34
Localização : perdido em algum lugar desse Brasil

Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro Empty Re: Que tal ter um pássaro de estimação? Confira 10 dicas para treiná-lo e fazer dele um verdadeiro companheiro

em Seg 14 Abr - 9:06
Muito bom esse tópico  , e tbm as dicas 
vai ajudar muitas pessoas (membros)
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum