Você sabia? Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari)
ANUNCIOS
Publicidade

free counters
Guias para criação
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.

    Face
    Fechar Anuncio!
    Curta nosso Facebook
    Compartilhe
    Ir em baixo
    Eduardo Machado
    Eduardo Machado
    ADMINISTRADOR
    ADMINISTRADOR
    Mensagens : 16993
    Pontos : 21583
    Reputação : 1511
    Data de inscrição : 07/12/2010
    Idade : 39
    Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP
    https://www.criadoresdepassaros.com

    Você sabia? Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) Empty Você sabia? Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari)

    Sex 24 Jan - 14:41
    Você sabia?
    Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari)





    Desde 1989 a Fundação Biodiversitas trabalha pela preservação da arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari). E em 1993 criou a Estação Biológica de Canudos, na Bahia, com a ajuda do Fundo Judith Hort, onde mantém uma equipe. A reserva tem hoje 1.560 hectares. A última estimativa, de 2011, aponta a existência de 1.150 indivíduos na região. De 1979 (ano em que a espécie começou a ser estudada) até agora, o crescimento populacional da espécie foi de 300%.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    A bióloga Erica Pacífico, há cinco anos, realiza estudos sobre a biologia reprodutiva da espécie. E conta com os seguintes apoiadores: Fundação Biodiversitas; Museu de Zoologia e Instituto de Biociências da USP; Fundação O Boticário de Proteção à Natureza; World Parrot Trust; CEMAVE/ICMBio; Zooparque de Itatiba (SP) e CAPES.

    A arara-azul-de-lear  vive na caatinga baiana e utiliza áreas de paredões e cânions de rochas sedimentares para dormir e nidificar. Além da Estação Biológica de Canudos (BA), a Fazenda Serra Branca, em Jeremoabo (BA), também  serve de dormitório e local para reprodução.

    Normalmente, a espécie bota três ovos. O período de incubação é de quatro semanas. O número de ovos que eclodem varia entre dois e três. E o índice de sobrevivência dos filhotes é de mais de 60%.

    Os predadores da arara-azul-de-lear são a coruja-de-igreja (Tyto Alba) e a águia-chilena (Buteo melanoleucus). A destruição de seu hábitat também representa uma ameaça à espécie.

    Sua principal nutrição são os frutos da palmeira de licuri (Syagrus coronata), mas a espécie também se alimenta de mandacaru (Cereus jamacaru), umbu (Spondias tuberosa), do cacto-facheiro (Cereus pentagnonus) e até de milho (Zea mays), plantado pela população local.



    Última edição por Eduardo Machado em Sex 24 Jan - 14:53, editado 1 vez(es)



      [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



                                                                   


    https://www.criadoresdepassaros.com/forum
    Rafael Fontebasso
    Rafael Fontebasso
    Passarinheiro Intermediário
    Passarinheiro Intermediário
    Mensagens : 298
    Pontos : 329
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 10/09/2013
    Idade : 33
    Localização : Sorocaba

    Você sabia? Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) Empty Re: Você sabia? Curiosidades sobre a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari)

    Sex 24 Jan - 14:44
    Muito bom mesmo...
    Voltar ao Topo
    Permissão neste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum