ANUNCIOS

ANUNCIO
Doenças e MedicamentosBeija Flores
ESPECIES
OUTRAS ESPECIES

CLIQUE E CONFIRA CLIQUE E CONFIRA
SITES PARA CRIADOR
CANTOS PARA APRENDIZADO



CRIE SEU SITE CRIADOR
SEXAGEM DE PÁSSAROS

CONSULTE OUTRAS ESPECIES.

Arara CanindéAzulãoTucanoReprodução Trinca Ferro CalopsitasCanário Gloster
CANAL YOUTUBE
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
TopSites AvesPT

Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Mensagem por thiago criador canario em Sab 26 Out - 12:22

Relembrando a primeira mensagem :

Reprodução
A reprodução pode ser realizada a partir de 12 meses, durante todo o ano, mas é aconselhável tirar apenas duas ou três ninhadas por ano. As Calopsitas têm uma postura de quatro a sete ovos, com incubação de 17 a 22 dias. Os filhotes devem ser separados dos pais com oito semanas de vida.

Mutações
Existem muitas mutações de calopsitas com cores variadas, são elas: Silvestre, Arlequim, Lutino, Canela, Opalina (Pérola), Cara Branca, Prata, Lutina, Albino (há um padrão albino e não apenas mutações genéticas), Pastel, Prata Recessivo e Prata dominante.


Manejo de criação 
A criação pode ser feita em gaiolas individuais ou viveiros. Para controle genético, o melhor é individualizar. Em viveiros, pequenos ou grandes, devem-se colocar as aves já acasaladas.  O ideal é por caixas ninho em número maior que o de casais, a fim de evitar brigas. 

As gaiolas individuais devem medir de 50 a 60 cm de frente, 60 cm de profundidade e 70 cm de altura. Também pode-se colocar uma porta de entrada para comedouros e bebedouros, fixados na frente, pote de mistura mineral e orifício para entrada na caixa ninho, na frente e no alto. A caixa ninho deve ter 30 cm de frente, 30 cm de profundidade e 35 cm de altura, com o diâmetro do orifício de entrada de 8 a 10 cm. No fundo deve haver um receptáculo para os ovos, coberto por uma leve camada de maravalha. Limpar a cada ninhada.
Os filhotes saem do ninho aos 30 dias e são desmamados pelos pais com 50 a 60 dias. Cada casal deve ter sua ficha de controle de criação e cada calopsita o seu pedigree. Em média, considera-se um bom casal, aquele que produz de 10 a 15 filhotes por ano.

Alimentação
A Calopsita costuma se alimentar de sementes, mas em seu ambiente natural não dispensa os frutos e insetos. No cativeiro, a alimentação da Calopsita simplifica a vida dos donos e criadores. É composta, principalmente, por ração e sementes, encontradas com facilidade nas lojas. Os complementos são comuns, como frutas e verduras. Os grãos germinados de girassol, painço, aveia com casca, milho seco, trigo e arroz sem casca, pão duro, os integrais e os secos também devem ser providos. Já a areia grossa e lavada e farinha de ostras ajudarão na digestão e serão excelentes fontes de cálcio. Ainda deve ser dado o carvão vegetal em pedaços ou moído, misturado com areia e com farinha de ostras. Os ossos de siba não devem ser esquecidos também. 

Diariamente oferecer composto de 20% de alpiste, 50% de painço, 15% de arroz com casca, 10%de aveia e 5% de girassol. Uma, duas ou três vezes por semana, ofereça ração, frutas (maçãs em pequenos pedaços), legumes em pedaços e verduras como couve, almeirão, espinafre, chicória, bem lavados. Em dias alternados, ofereça milho verde, mas se houver filhotinhos, passe a oferecer todos os dias. 

Com relação às frutas, restringir a oferta de frutas muito ácidas ou doce/gordurosas demais (limão, laranja, manga, abacate). Retirar as sementes das frutas é interessante, pois algumas (como as de maçã ou pera) podem ser tóxicas para a ave. As verduras/legumes podem ser oferecidas crus e evitar a oferta excessiva de folhas escuras (excesso de ferro) e não oferecer alface (causa diarreia). Grãos como o grão-de-bico, soja, lentilha e feijão podem ser oferecidos cozidos e sem tempero. Espiga de milho pode ser dada inteira, devendo somente ser escaldada antes em água quente. Cuidado com o excesso de semente de girassol ou amendoim. São muito gordurosos (problemas no fígado e obesidade), além de possuírem um fungo (toxinas) que pode causar doenças nas aves. Prefira castanhas como nozes, avelã, amêndoa ou castanha do Pará. O ideal é oferecê-las 2vezes por semana. Queijo branco, ração de cachorro, ovo cozido podem ser oferecidos de vez em quando, como alternativas de fontes proteicas.
A pimenta dedo-de-moça é importante fonte de vitamina C. Rações comerciais (peletizadas/extrusadas), atualmente, são boas opções. Suplementações vitamínicas não devem ser esquecidas. Às vezes, dependendo do que foi oferecido as aves, as fezes saem com a coloração alterada.

A alimentação dos filhotes é exatamente a mesma dos adultos, acrescida de milho verde diariamente e o mais importante de tudo é estar sempre atento para que as fezes da Calopsita não entrem em contato com as comida, pois podem transmitir doenças.

Doenças
No caso dos pássaros, as mais comuns são as verminoses, as infecções bacterianas e a coccidiose (protozoário causador de diarreia e morte). Se um pássaro com doença transmissível ingerir as próprias fezes, fica reinfestado e a doença reinicia o ciclo, enfraquecendo-o mais. Para evitar fezes na comida, o comedouro nunca deve ser posto abaixo dos poleiros (frutas podem ser penduradas acima do poleiro mais alto). Para o pássaro não derrubar comida enquanto come (por exemplo, não deixar cair grãos ao selecionar os maiores), não encha demais o comedouro, retire todos os restos como cascas sem sementes, que formam volume desnecessário, ou use comedouro com tampa vazada (só passa a cabeça). A bandeja com fezes deve ficar distante do piso de grade, para a ave não alcançá-la.


Cuidados a Calopsita 
Deve-se ressaltar a importância sobre o uso de medicamentos e procedimentos técnicos sobre as aves. É necessário que os criadores sempre procurarem por especialistas no assunto, neste caso o Veterinário(a) especialista em aves, para diagnosticar quaisquer problemas observados em suas aves

#bibliografia
http://www.cpt.com.br/artigos/calopsitas-manejo-correto-garante-o-sucesso-da-criacao

avatar
thiago criador canario
Passarinheiro Intermediário
Passarinheiro Intermediário

Mensagens : 383
Pontos : 437
Reputação : 30
Data de inscrição : 04/05/2013
Idade : 19
Localização : sergipe

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Mensagem por João Pauperio em Qua 21 Maio - 13:32

Boa entendi mais um pouquinho!!!
avatar
João Pauperio
Passarinheiro Junior
Passarinheiro Junior

Mensagens : 153
Pontos : 173
Reputação : 2
Data de inscrição : 19/05/2014
Idade : 30
Localização : Belém

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Mensagem por Eduardo Machado em Qua 8 Out - 23:32

estudar Excelente Criadores ... Vamos que vamos !!!
avatar
Eduardo Machado
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Mensagens : 15146
Pontos : 18809
Reputação : 1224
Data de inscrição : 07/12/2010
Idade : 35
Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP

https://www.criadoresdepassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Mensagem por Diego marcilio em Qui 9 Out - 10:30

Muito Bom Thiago;
avatar
Diego marcilio
Moderador Silvestres
Moderador Silvestres

Mensagens : 1196
Pontos : 1411
Reputação : 139
Data de inscrição : 25/06/2013
Idade : 17
Localização : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calopsitas - manejo correto garante o sucesso da criação

Mensagem por Fernando Vogt em Ter 28 Abr - 21:11

@Huenio Barreto escreveu:excelente !!
Muito bom..
avatar
Fernando Vogt
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente

Mensagens : 1
Pontos : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 28/04/2015
Idade : 34
Localização : santa catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum