ANUNCIOS
ANUNCIOS
GAIOLAS BRASIL
ESPECIES
OUTRAS ESPECIES

CLIQUE E CONFIRA CLIQUE E CONFIRA
SEXAGEM DE PÁSSAROS
Visitas
free counters
Face
Fechar Anuncio!
Curta nosso Facebook

para quem quer começar a criação de curio

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

para quem quer começar a criação de curio

Mensagem por Emanoel henrique em Dom 21 Abr - 18:02

Relembrando a primeira mensagem :

Criação De Curiós
Bem, resolvi criar curiós. O que devo fazer? Como devo proceder?
A criação de pássaros em cativeiro faz parte da cultura do brasileiro. Costume herdado dos indígenas que habitavam nossa terra. Dentre as inúmeras espécies que podem ser criadas em cativeiro, autorizadas pelo IBAMA, o curió, talvez, seja o passarinho que mais tenha adeptos.
Decidido a criar curió, você deve pensar e analisar qual o objetivo que você quer alcançar com a criação. Se você quer criar um campeão de canto, não deve se dedicar à procriação, mas sim adquirir um filhote de procedência e se dedicar ao seu treinamento.
Se você pretende criá-los a fim de comercializá-los, você tem duas opções: adquiri matrizes já prontas para iniciar o acasalamento na temporada, ou adquiri filhotas e machos filhotes para iniciar a procriação na temporada seguinte.
A quantidade de matrizes vai depender dos objetivos do teu criatório. Cada fêmea pode efetuar até três posturas por temporada, sem forçá-la demais, observando o período de descanso. Portanto cada fêmea em plena forma poderá gerar de 6 a 9 rebentos por período. Dessa forma você poderá dimensionar o teu criatório, valendo lembrar que, segundo normativo do IBAMA, cada criador amador, pessoa física, terá direito a 50 anilhas por temporada, no máximo. Portanto, de nada adiantará você produzir 51 filhotes, pois um deles não será registrado. E pássaro sem registro é ilegal.
Se você pretende criar mais de 50 filhotes por temporada, e isso é valido para qualquer espécie, à modalidade de criador passa a ser comercial. O criador comercial pode ser pessoa física ou jurídica e a burocracia para obter o registro é mais complicada. Assim, os cuidados para não superdimensionar o criatório deve ter peso decisivo na aquisição da quantidade de matrizes.
Atualmente um dos métodos mais utilizado na procriação é o de poligamia, ou seja, um macho para varias fêmeas (cada macho para até dez fêmeas). Não há necessidade de se formar os casais. Quando a fêmea estiver pronta e pedindo gala, se solta o macho na gaiola. Assim que perceber ou observar que o macho galou a fêmea, retira-se o macho da gaiola.
Mais adiante falaremos detalhadamente sobre o acasalamento.
Da mesma forma estaremos detalhando a maneira de criar um curió destinado ao canto.
Para se obter sucesso na criação e obter rebentos de boa qualidade, alguns cuidados devem ser tomados.
Como sabemos, o futuro de um bom cantor é definido nos primeiros trinta dias de vida e a partir do sexto dia dentro do ovo. É nessa fase que o filhote memoriza todos os sons e qualquer som indesejável vai influenciar no futuro cantor. Portanto, nessa fase e nas outras subseqüentes, fazer com o filhote ouça somente aquilo que você deseja que ele vá cantar. É indesejável que ele ouça fêmeas solteiras, outro filhote chilreando e principalmente outros curiós cantando com defeito.
Se forem observadas essas regras, metade do filhote está “feita”. A outra metade dependerá do manejo futuro e da origem das matrizes. Em capitulo especial falaremos sobre a hereditariedade e cruzamentos de curiós.
Em qualquer das opções escolhidas (procriação ou canto) o cd ou fita sempre deverá estar presente. Atualmente existe uma gama imensa de cantos gravados em CD ou fitas, que tornam a escolha difícil. Mas com calma e paciência o criador chegará ao que deseja. No capitulo referente ao canto daremos todas as dicas de gravações e suas destinações.
O ambiente onde os animais vão habitar deve ser limpo, arejado e de preferência que receba a luz solar, nem que por poucos minutos, durante o dia. O espaço físico, cujo objetivo é a procriação, deve ser amplo. No mínimo deveremos ter nesse espaço, quatro ambientes, pelo menos, ou possuir isolamento acústico no mesmo ambiente, que chamaremos de modulo. Cada modulo de criação é destinado a receber e acomodar curiós diferentes.
avatar
Emanoel henrique
Passarinheiro Junior
Passarinheiro Junior

Mensagens : 103
Pontos : 177
Reputação : 0
Data de inscrição : 29/11/2012
Idade : 35
Localização : são gonçalo

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: para quem quer começar a criação de curio

Mensagem por Anderson Dorval Raduenz em Ter 17 Set - 21:48

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Amigo Jackson a caixa é proibida , mais nada impede de vc fazer um ambiente acustico!!!

Onde eu encarto tbm é impossível, fiz 5 ambientes acusticos e encarto lá, tem um custo não muito alto, dependendo oq vc pretenda na criação, vale a pena!
Boa noite Thiago...
Você tem fotos ou vídeos dos ambientes acústicos? Estou começando, como o Jackson, e seria muito útil para fazer os meus...
Obrigado pela atenção;
Anderson.
avatar
Anderson Dorval Raduenz
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente

Mensagens : 64
Pontos : 94
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2013
Localização : Corupá-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: para quem quer começar a criação de curio

Mensagem por Anderson Dorval Raduenz em Ter 17 Set - 21:49

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Criação De Curiós
Bem, resolvi criar curiós. O que devo fazer? Como devo proceder?
A criação de pássaros em cativeiro faz parte da cultura do brasileiro. Costume herdado dos indígenas que habitavam nossa terra. Dentre as inúmeras espécies que podem ser criadas em cativeiro, autorizadas pelo IBAMA, o curió, talvez, seja o passarinho que mais tenha adeptos.
Decidido a criar curió, você deve pensar e analisar qual o objetivo que você quer alcançar com a criação. Se você quer criar um campeão de canto, não deve se dedicar à procriação, mas sim adquirir um filhote de procedência e se dedicar ao seu treinamento.
Se você pretende criá-los a fim de comercializá-los, você tem duas opções: adquiri matrizes já prontas para iniciar o acasalamento na temporada, ou adquiri filhotas e machos filhotes para iniciar a procriação na temporada seguinte.
A quantidade de matrizes vai depender dos objetivos do teu criatório. Cada fêmea pode efetuar até três posturas por temporada, sem forçá-la demais, observando o período de descanso. Portanto cada fêmea em plena forma poderá gerar de 6 a 9 rebentos por período. Dessa forma você poderá dimensionar o teu criatório, valendo lembrar que, segundo normativo do IBAMA, cada criador amador, pessoa física, terá direito a 50 anilhas por temporada, no máximo. Portanto, de nada adiantará você produzir 51 filhotes, pois um deles não será registrado. E pássaro sem registro é ilegal.
Se você pretende criar mais de 50 filhotes por temporada, e isso é valido para qualquer espécie, à modalidade de criador passa a ser comercial. O criador comercial pode ser pessoa física ou jurídica e a burocracia para obter o registro é mais complicada. Assim, os cuidados para não superdimensionar o criatório deve ter peso decisivo na aquisição da quantidade de matrizes.
Atualmente um dos métodos mais utilizado na procriação é o de poligamia, ou seja, um macho para varias fêmeas (cada macho para até dez fêmeas). Não há necessidade de se formar os casais. Quando a fêmea estiver pronta e pedindo gala, se solta o macho na gaiola. Assim que perceber ou observar que o macho galou a fêmea, retira-se o macho da gaiola.
Mais adiante falaremos detalhadamente sobre o acasalamento.
Da mesma forma estaremos detalhando a maneira de criar um curió destinado ao canto.
Para se obter sucesso na criação e obter rebentos de boa qualidade, alguns cuidados devem ser tomados.
Como sabemos, o futuro de um bom cantor é definido nos primeiros trinta dias de vida e a partir do sexto dia dentro do ovo. É nessa fase que o filhote memoriza todos os sons e qualquer som indesejável vai influenciar no futuro cantor. Portanto, nessa fase e nas outras subseqüentes, fazer com o filhote ouça somente aquilo que você deseja que ele vá cantar. É indesejável que ele ouça fêmeas solteiras, outro filhote chilreando e principalmente outros curiós cantando com defeito.
Se forem observadas essas regras, metade do filhote está “feita”. A outra metade dependerá do manejo futuro e da origem das matrizes. Em capitulo especial falaremos sobre a hereditariedade e cruzamentos de curiós.
Em qualquer das opções escolhidas (procriação ou canto) o cd ou fita sempre deverá estar presente. Atualmente existe uma gama imensa de cantos gravados em CD ou fitas, que tornam a escolha difícil. Mas com calma e paciência o criador chegará ao que deseja. No capitulo referente ao canto daremos todas as dicas de gravações e suas destinações.
O ambiente onde os animais vão habitar deve ser limpo, arejado e de preferência que receba a luz solar, nem que por poucos minutos, durante o dia. O espaço físico, cujo objetivo é a procriação, deve ser amplo. No mínimo deveremos ter nesse espaço, quatro ambientes, pelo menos, ou possuir isolamento acústico no mesmo ambiente, que chamaremos de modulo. Cada modulo de criação é destinado a receber e acomodar curiós diferentes.
Muito bom texto...
avatar
Anderson Dorval Raduenz
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente

Mensagens : 64
Pontos : 94
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/02/2013
Localização : Corupá-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum