Na hora da Criação da Calopsita
ANUNCIOS
Publicidade

free counters
Guias para criação
Anuncios

    Nenhum anúncio

    Face
    Fechar Anuncio!
    Curta nosso Facebook
    Compartilhe
    Ir para baixo
    Eduardo Machado
    Eduardo Machado
    ADMINISTRADOR
    ADMINISTRADOR
    Mensagens : 17006
    Pontos : 21597
    Reputação : 1512
    Data de inscrição : 07/12/2010
    Idade : 39
    Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP
    https://www.criadoresdepassaros.com

    Na hora da Criação da Calopsita  Empty Na hora da Criação da Calopsita

    Qua 5 Dez - 11:27

    Conselhos na hora da criação


    Coisas que não devem ser feitas: não desperdiçar dinheiro na construção de uma linhagem deficiente:
    a) Não utilizar aves sem ótimas condições;

    b) Não acasalar aves que tenham feito uma troca lenta e difícil;

    c) Nunca utilizar aves que apresentem defeitos ou taras hereditárias, nem aves provenientes de linhagens mal selecionadas ou taradas;

    d) Não acasalar aves das quais uma apresente um defeito e a outra o defeito oposto; poderão ser obtidos filhotes com ambos os defeitos;

    e) Nunca utilizar uma ave que não apresenta ótimas condições;

    f) Nunca acasalar um sujeito com ótimas qualidades com um outro deficiente;

    g) Nunca utilizar pássaros que não tenham boa aparência (plumagem defeituosa, vários defeitos visíveis, etc);

    h) Não esperar sucessos imediatos. Freqüentemente os começos são entusiasmantes porque as melhorias são evidentes, mais ou menos a meio caminho o grau de melhoria ficará mais lento, mas se você for perseverante na boa seleção, obterá um a linhagem de primeira e as aves de alta qualidade;

    i) Nunca se esqueça de que os defeitos dependem de influências genéticas continuando-se o uso de aves com defeitos e taras, terá origem uma predominância genética, devido a esses defeitos na sua linhagem;

    j) Nunca descuidar de ter uma boa listagem genealógica e de conferi-la muito freqüentemente; 

    k) Nunca ceder à tentação e introduzir na sua linhagem aves fracas e defeituosas;

    l) Não arriscar desenvolver programas de consangüinidade se não tiver experiência de alguns anos na criação de aves;

    m) Nunca iniciar a consangüinidade sem ter condições de garantir um plantel inicial de excelentes aves que possuam entre elas as melhores qualidades e não defeitos;

    n) Nunca se esquecer de ser sempre cuidadoso na seleção: a consangüinidade em si não é suficiente para a constante melhoria;

    o) Apresenta um potencial genético recessivo e, então, não será apto para sua linhagem, ou seja, o seu potencial genético é incompatível com as características hereditárias da sua linhagem selecionada;

    p) Nunca manter um número elevado de aves; a consangüinidade exige maiores cuidados e mais tempo que aqueles de uma linhagem não selecionada.

    OS DEFEITOS DEPENDEM DE INFLUÊNCIAS GENÉTICAS, É IMPRESCINDIVEL UMA ANOTAÇÃO GENEALÓGICA


    ADQUIRIR AVES DE TAMANHO MÉDIO

    O tamanho médio é preferível porque as características são “balanceáveis”, e isto facilita o bom “tipo”. Se isto não for possível, adquirir um macho de tamanho maior e uma fêmea menor e vice-versa. Na escolha, que o macho seja de tamanho grande, boa cor, boa plumagem, cabeça redonda, larga, limpa e sem superfícies. A fêmea deve ser de tipo bom, com bóia qualidade de plumagem.


    QUANDO SE QUER AUMENTAR TAMANHO

    Uma linhagem pode ser carente no comprimento e na qualidade de plumagem. Excepcionalmente, nesse caso pode-se efetuar acasalamento, Nevado x Nevado. Utilizar somente sujeitos com plumagem macia, curta, fina e brilhante. Nunca utilizar sujeitos com plumagem grosseira, áspera, de baixa qualidade, características transmissíveis aos filhotes. Assim pode-se melhorar o tamanho e a qualidade da plumagem. Não insistir com esse acasalamento, pois a plumagem poderia tornar-se volumosa demais, com zonas de fachos e confusa, favorecendo o aparecimento de cistos de plumagem.


    SEGURAR OS MELHORES

    Nunca cometer o erro de vender os melhores sujeitos sem razão. Vendidos os melhores, deve-se recomeçar o árduo trabalho de formar uma linhagem de primeira.


    ACASALAR DOIS INTENSOS

    Uma linhagem de Nevados pode ter a plumagem muito confusa, opaca, apagada. Precisa-se “introduzir” o “sangue” de um sujeito superintenso de cor, linda plumagem curta e brilhante, nascido de Intenso x Intenso. A melhoria da linhagem não deve estender-se a mais de dois anos. Portanto, os acasalamentos Intenso x Intenso e Nevado x Nevado se fazem somente em casos excepcionais; pelo contrário, no acasalamento Intenso x Nevado deve-se considerar o acasalamento indicado na normalidade dos casos.



     



                                                                   


    https://www.criadoresdepassaros.com/forum
    Ir para o topo
    Permissão neste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos