ANUNCIOS
Últimos assuntos
» Trinca caiu gaiola
Ontem à(s) 17:45 por EduardoEmil

» Mistura de espécies de pássaros diferentes em viveiro
Sex 21 Set - 18:57 por Thiago Ladeira

» Bico de Lacre femea
Qui 20 Set - 8:42 por Mari2598

» vitaminas e vermifugo pos muda
Qua 19 Set - 16:41 por danilovieiradvc

» Muita valentia
Qua 19 Set - 11:05 por alex45

» VENENO NATURAL CONTRA RATOS - (UTILIDADE PÚBLICA)
Ter 18 Set - 5:14 por Eduardo Machado

» o que fazer para espantar ratos?
Ter 18 Set - 5:12 por Eduardo Machado

» Acasalamento de TF!
Dom 16 Set - 17:38 por Eduardo Machado

» Tudo sobre os Porcos
Sex 14 Set - 22:46 por Eduardo Machado

ANUNCIOS
GAIOLAS BRASIL
ESPECIES
OUTRAS ESPECIES

CLIQUE E CONFIRA CLIQUE E CONFIRA
SEXAGEM DE PÁSSAROS
Visitas
free counters

falando sobre os camelos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

falando sobre os camelos

Mensagem por Eduardo Machado em Sab 4 Ago - 21:36

falando sobre os camelos



O gênero Camelus contém duas espécies: os dromedários (Camelus dromedarius) e os camelo-bactriano (Camelus bactrianus). Em comum as espécies possuem: um par de dedos em cada pata adaptadas para caminhar no solo arenoso, a capacidade de suportar longos períodos sem beber água e armazenam energia em forma da gordura que ficam retidas nas corcovas. Em contrapartida, diferenciam no número de corcovas, na estatura e no tipo de pelo, além da região em que são encontrados também ser diferentes.

O camelo e o dromedário foram originados a partir de um ancestral comum que viveu na América do Norte há 40 milhões de anos, mas seus descendentes atualmente encontram-se vivendo em diferentes regiões do planeta. O camelo possui duas corcovas e é encontrado na Ásia (principalmente China e Mongólia), enquanto o dromedário possui apenas uma corcova e é encontrado preferencialmente na África e no Oriente Médio.

Os Camelos e os lhamas são os dois gêneros que compõem a família Camelidae. Os Camelidae pertencem à subordem de ruminantes na subclasse placentária de mamíferos vertebrados. Entre os artiodactyls (constituem um grupo de indivíduos com um par de dedos nas patas – são exemplos: boi, cabra, veado, porco, hipopótamos, girafas etc.) vivos, a família Camelidae é a única com representantes ainda vivos dentro do grupo Tylopoda. Estudos recentes concluem que as mudanças evolutivas que ocorram foram devido a mutações genéticas únicas ou rearranjos cromossômicos menores. Este artigo tratará das características dos camelos.



O camelo possui pelos longos e vistosos que são necessários para a sobrevivência no inverno, essa pelagem concentra-se principalmente nas coxas, na garupa e na cabeça, são animais robustos que conseguem locomover-se pela neve. Os lábios do camelo são extremamente móveis: o lábio superior é bífido, uma característica que provavelmente ajuda no consumo de vegetal espinhoso, enquanto o lábio inferior, especialmente em adultos, tende a ser pendente. O lábio superior também é sensível o suficiente para pegar pequenos pedaços de vegetação e as narinas estão cercadas por músculos que os mantêm fechados a maior parte do tempo, reduzindo assim a perda de água por evaporação e impedindo a entrada de areia e moscas. A boca muitas vezes encontra-se aberta e emite sons frequentes que podem se assimilar a uma gargalhada. Como um ruminante, o camelo tem estômago com quatro câmaras separadas para realizar a digestão da celulose presente nos vegetais.



Os camelos fêmeas entram na maturidade sexual aos 3 anos de idade, mas o acasalamento geralmente acontece quando tiverem 4 anos, e eles conseguem continuar a reprodução até pelo menos 20 anos de idade. A época do acasalamento acontece no final de dezembro, quando a luz do dia começa a aumentar e a temperatura é mais amena, até meados de abril na China. O período de gestação dura uma média de 13,5 meses. Quando não conseguem acasalar, o período de estro (cio) dos camelos se prolonga.

Os camelos durante muito tempo foram utilizados pelo homem como meio de transporte e muito dos avanços culturais e econômicos conquistados na antiguidade só foi possível graças à utilização deste animal. Acredita-se que a provável data da domesticação atinge até 20.000 a.C. Atualmente os camelos encontram-se gravemente ameaçados de extinção, ainda podem ser encontrados em estado selvagem no deserto de Gobi, entre a China e a Mongólia.
avatar
Eduardo Machado
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Mensagens : 16175
Pontos : 20285
Reputação : 1411
Data de inscrição : 07/12/2010
Idade : 36
Localização : Espirito Santo do Pinhal - SP

https://www.criadoresdepassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum