ANUNCIOS
ANUNCIO
DOENÇAS E MEDICAMENTOS BEIJA FLORES GAIOLAS BUAVA
ESPECIES
OUTRAS ESPECIES

CLIQUE E CONFIRA CLIQUE E CONFIRA
SEXAGEM DE PÁSSAROS

CONSULTE OUTRAS ESPECIES.

Arara CanindéAzulãoTucanoReprodução Trinca Ferro CalopsitasCanário Gloster
CANAL YOUTUBE
INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
TopSites AvesPT

Os anticorpos dos filhotes e fatores desconhecimentos de crescimento - Artigo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os anticorpos dos filhotes e fatores desconhecimentos de crescimento - Artigo

Mensagem por CÉLIA MARIA CAYRES em Sex 8 Jan - 19:17

OS ANTICORPOS DOS FILHOTES E FATORES DESCONHECIDOS DO CRESCIMENTO
 
O embrião e, por conseguinte, o filhote herda da mãe determinados anticorpos (substâncias proteicas produzidas pelo organismo por reação à introdução de antígenos; são antígenos os agentes infectantes, tal qual as bactérias patogênicas etc.), ditos também imonoglobulina. 

Estes anticorpos têm a função de combater os agentes infectantes (ou seja, os agentes que provocam a doença) e de defender o organismo dos ataques deles. Existem, para cada espécie, os anticorpos específicos os quais podem ser herdados dos embriões ou transmitir-se aos filhotes exclusivamente pelos genitores e, em muitos casos também de pássaros pertencentes à própria espécie dos pais.

Eis porque é recomendável se criar os filhotes pelos próprios pais ou, na falta destes, por indivíduos pertencentes à própria espécie. Em caso contrário poderá ocorrer uma notável mortalidade dos filhotes e os exemplares sobreviventes serão mais debilitados e de tamanho menor (assim se explica a degeneração e os enfraquecimentos de várias linhagens de Diamante de Gould e outras espécies de pássaros criados exclusivamente por "amas-secas" pertencentes à outras espécies), os quais darão origem a uma prole sempre de saúde mais precária e doentia com estatura que gradualmente fica sempre menor com o passar do tempo. 

0 próprio fenômeno (mortalidade elevada dos embriões e dos filhotes, enfraquecimento e linhagem doentia) ocorre também se os filhotes venham ser criados por "ama-seca" pertencente a raças um tanto diversas. 

Efetuamos, por longos anos, acuradas experiências com criação de numerosas espécies ou raças de pássaros feitas por "amas-secas" pertencentes a outras espécies ou raças pouco afim. Sempre foi cons­tatado que as várias linhagens, criadas exclusivamente através de "amas-secas", gradualmente, com o passar dos anos, se tornaram debilitados e com freqüência degenerados (baixa fertilidade, estatura sempre menor, cabeça estreita, dificuldade nos cruzamentos dos exemplares com indivíduos pertencentes à própria espécie ou raça causando o fenômeno do "imprinting"(Imprinting genómico ou Imprinting parental é um fenômeno genético no qual certos genes são expressos apenas por um alelo, enquanto o outro é metilado (inativado),  segundo o qual o pássaro prefere acasalar-se com indivíduos pertencentes à mesma espécie ou raça ela "ama-seca". 

Destes experimentos se constatou a existência de anticorpos familiares; trata-se de anticorpos que só os pais podem transmitir à sua prole e estes anticorpos da "família" sempre têm uma ação mais benéfica e mais ativa do que aqueles fornecidos por outros exemplares (não genitores) pertencentes à própria espécie ou à própria raça.

A "papa" dos pais (obviamente saudáveis e robustos), ou seja, o assim dito "leite", é um alimento altamente nutritivo, de fácil assimilação e riquíssimo de anticorpos "familiares", além de "específicos", os quais permitem, por parte dos filhos, um maior resistência aos ataques dos agentes infectantes (doenças bacterianas e virais); além disto o "leite" contém particulares substâncias, chamadas "fatores desconhecidos do crescimento" (fatores vitamínicos e proteico dos quais também não se é conhecido certas de suas características constitucionais) que favorecem o crescimento do filhote.
 
Obviamente um pardal do Japão (ou uma "ama-seca" de canário frisado pertencente a uma raça pouco afim) terá um "leite" com anticorpos "específicos" (ou seja pertencentes à própria espécie), anticorpos "familiares" e "fatores desconhecidos do crescimento" muito apropriados aos próprios filhos (pardal do Japão); menos apropriados aos filhotes de outros exemplares da própria espécie (sempre pardal do Japão) porque não podem utilizar os anticorpos "familiares"; pouco ou quase nada apropriados a outra espécie (ex. Diamante de Gould) porquanto estes últimos não podem usufruir de todas as características dos anticorpos e de crescimento utilizáveis só aos filhotes de pássaro do Japão.

Concluindo: os filhotes se desenvolvem melhor se criados pelos próprios pais, um pouco bem se criados por "ama-seca" pertencente à mesma espécie ou raça à qual pertencem, e mal se criados por "ama-seca" pertencente a outra espécie ou raça, sobretudo se com pouca afinidade.
 
A CRISE DO 4°.-8°. DIA
 
Foi mencionado o fato de que o embrião pode herdar na gema do ovo (ou seja, da mãe) também determinados anticorpos. Ao nascer o filhote porta, no abdômen, resíduos da gema os quais são gradualmente absorvidos entre o 4º e 8º  dias de vida. E observá-lo neste período que o organismo do filhote entra em crise quando, com o desaparecimento dos resíduos da gema desaparece também a ação de anticorpos herdados da mãe. 

Entre o 4°. e 8°. dias (segundo filhotes de várias espécies e resistência individual) o filhote é privado dessa ação imunitária (devida aos anticorpos) e deve iniciar uma sua imunidade formando anticorpos próprios.
avatar
CÉLIA MARIA CAYRES
SUPERVISOR CHEFE
SUPERVISOR CHEFE

Mensagens : 5944
Pontos : 8889
Reputação : 555
Data de inscrição : 06/09/2013
Idade : 52
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os anticorpos dos filhotes e fatores desconhecimentos de crescimento - Artigo

Mensagem por CÉLIA MARIA CAYRES em Sex 8 Jan - 19:23

Boa noite amigos Criadores de Pássaros !


Eu prefiro acompanhar o filhote a partir do 3º dia de vida, e observar se o filhote está absorvendo os nutrientes dos resíduos da gema de ovo herda da ainda quando embrião. 


E tem dado certo esse procedimento. 



CÉLIA
avatar
CÉLIA MARIA CAYRES
SUPERVISOR CHEFE
SUPERVISOR CHEFE

Mensagens : 5944
Pontos : 8889
Reputação : 555
Data de inscrição : 06/09/2013
Idade : 52
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum