ANUNCIOS
ANUNCIO
SITES PARA CRIADOR
AJUDA COM OUTROS ANIMAIS
CANAL YOUTUBE
TopSites AvesPT
PESQUISE SOBRE ESPECIES
ATUALIZAÇÕES
Loading...

Criação de Diamante Gould?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Criação de Diamante Gould?

Mensagem por Leandro Vieira em Ter 3 Abr - 12:59

O Galera sou novo no Fórum, eu moro em Curitiba e estou procurando alguém que crie esse passarinho, comprei um casal de diamante gould para criação, porém não são todos que se acasalam e fazem ninho, por isso precisava de alguém que vendesse um casal de DG completo. Mas como não encontrei ninguém vou tentando com esse casal que eu tenho. Se alguém passar algumas dicas eu agradeço.

Leandro Vieira, CTBA-PR

Leandro Vieira
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente

Mensagens : 31
Pontos : 73
Reputação : 0
Data de inscrição : 03/04/2012
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Criação de Diamante Gould?

Mensagem por tarcio pereira barbosa em Ter 3 Abr - 13:13

Com a beleza de suas cores vivas e bem definidas e o temperamento
especialmente dócil, o Diamante de Gould é um dos pássaros preferidos
para estimação.



TAMANHO: cerca de 12 cm.



CORES: Original - Cabeça: vermelha, preta ou laranja. Peito:
violeta. Barriga: Amarelo-ouro. Manto: verde luminoso. Mutações -
Cabeça: amarela ou cinza. Peito: branco, rosa ou azul. Barriga: creme.
Manto: amarelo, cinza claro, azul etc.



INSTALAÇÕES: Que permitam banho de sol e em local com algum
resguardo. Gaiola - para 1 casal, ao menos 60 cm de comprimento x 30 cm
de profundidade x 35 cm de altura. Viveiro - de alvenaria, com apenas a
frente de tela, voltada para o Norte, com 3 m de comprimento x 1 m de
largura x 2,10 de altura, piso de lage com 15 cm de espessura e tela de
½ polegada com fio 18.



ACESSÓRIOS: em gaiolas, 2 poleiros de 10mm de diâmetro, bem
afastados e longe das laterais, para evitar danos às penas da cauda.
Galhos de árvores são também uma boa opção, mais usados em viveiros.
Ponha uma banheira para banho diário, que ajuda a manter a plumagem em
boas condições. Deixe sempre à disposição um osso de siba para
fornecimento de cálcio e areia mineralizada para ajudar na digestão.



ALIMENTAÇÃO: mistura das seguintes sementes: 25% de alpiste e 75%
de painço e milheto, diariamente. Em dias alternados, verduras. Duas
vezes por semana e na época de procriação, mistura de 20% de Farinha
Láctea, 60% de Neston, 20% de farinha de rosca; acrescentar ovo cozido
esfarelado. Para cada kg desta mistura acrescentar 4 colheres (sopa) de
um suplemento nutricional como o ASA F1 e 3 de fosfato bicálcico. Na
natureza alimenta-se de gramíneas, sementes, brotos de verduras,
insetos adultos e em estado de larva e eventualmente de frutas e até
polén.



IDENTIFICAÇÃO SEXUAL: o macho tem cores mais vivas principalmente
no peito, a cauda central mais comprida. Faz o corte movimentando-se no
poleiro, expondo as plumas e cantando. No período de acasalamento é
comum o bico do macho tornar-se mais claro e o da fêmea mais escuro.



CRUZAMENTO: é totalmente desaconselhável cruzar ave recessiva com
recessiva (cabeça laranja ou peito branco ou manto azul), pois diminui
o tamanho dos filhotes, que ficam mais sucetíveis a doenças e podem
nascer com problemas genéticos. Cruze o recessivo com um dominante que
seja filho de recessivo.



REPRODUÇÃO: A partir de 10 meses a fêmea bota de 5 a 8 ovos que
eclodem após 15 a17 dias. Se não botar pode ser por mudança freqüente
da gaiola de lugar; pela fêmea ser jovem ou velha demais, por falta de
interesse do macho (vê-se quando não corteja a fêmea). Para tentar
interessá-lo, separe-o da fêmea por 1 mês. Quando os filhotes ficam
independentes, aos 45 a 50 dias, separe-os dos pais ou da ama para
iniciar nova postura. Após 3 posturas dar descanso de 1 mês ao casal,
totalizando 6 posturas por ano quando a mãe não choca (usa de ama).
Quando a fêmea também choca, fazer só 3 posturas seguidas, por ano.
Usar ninho de madeira de 20 (compr.)x14x14cm, com divisória de 4,5cm de
altura, formando 1 ambiente para os ovos (13x14) e outro (7x14) para os
primeiros passos dos filhotes. Neste último fica a porta, redonda, na
parte superior. A tampa deve ter 3 furos em cada extremidade, para
melhor circulação do ar. Como forração forneça grama japonesa ou raízes
de capim. Sensível às inspeções no ninho: fazê-las ao entardecer.

Abaixo , alguns Links para que você também conheça outras belas
aves exóticas , Diamante Mandarim , Diamante Sparrow , Bavette e o
Manom , Basta Clicar .

E se você quiser entrar em contato , mande um e-mail .

tarcio pereira barbosa
Passarinheiro Recente
Passarinheiro Recente

Mensagens : 57
Pontos : 76
Reputação : 3
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 26
Localização : Pernambuco

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Criação de Diamante Gould?

Mensagem por FALCÃO em Ter 3 Abr - 14:26

Depende do alado .

Tive um , que eu botava os tenébrios em um potinho , e ele paegava , jogava para o alto e pegava com o biico - como umas p0essoas fazem com o amendoim ou pipoca.

Outros, só comiam se eu abatesse os ten´´ebrios e os colocasse no !"chão "" da gaiola.

Por isso desisti.

Espero que dê certo com os seus alados .


Abraço

Falcã[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

FALCÃO
Socio do Fórum
Socio do Fórum

Mensagens : 1068
Pontos : 1147
Reputação : 36
Data de inscrição : 07/10/2011
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum