ANUNCIOS
ANUNCIO
SITES PARA CRIADOR
AJUDA COM OUTROS ANIMAIS
CANAL YOUTUBE
TopSites AvesPT
PESQUISE SOBRE ESPECIES
ATUALIZAÇÕES
Loading...

Cuidando dos Filhotes de Curió - Artigo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cuidando dos Filhotes de Curió - Artigo

Mensagem por CÉLIA MARIA CAYRES em Qui 4 Fev - 16:44

Boa tarde amigos Criadores de Pássaros !

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

(1-Postura de três ovos, 2-Nascimento dos filhotes, 3- Nascimento do ultimo filhote, 4 e 5-Filhotes com quatro dias de vida)

No 13º-14º dia de incubação nascem os filhotes. Os filhotes recém-nascidos são alimentados com ovos, verduras e jiló e conforme vão crescendo, a fêmea aumenta a qualidade de sementes e farinhada para os filhotes.

1- Não movimente outros pássaros por perto, não chame gente estranha para ver os filhotes e tampouco mude a rotina de procedimentos com que a fêmea está acostumada. Evite falar com tom de voz alta perto das fêmeas com filhotes novos.

2- Não a deixe ver, de forma alguma, outra fêmea, senão ela mata seus próprios filhotes.

3- Cuidado quando a fêmea não estiver sobre o filhote durante o dia. Nesse caso o filhote tende a esfriar, não fará a digestão, pará de pedir comida e acabará adquirindo infecção e morrendo em seguida.

Arranje uma “gaiola-enfermaria” ou uma estufa com temperatura controlada a 33ºC, coloque-o ali e a cada 1hora leve-o para respectiva gaiola para ser tratado pela mãe. Vá repetindo o procedimento até superar o problema até o décimo dia.
4- Observe, também, se a mãe deita sobre os filhotes à tardinha; caso contrário, recolha-os a um lugar aquecido, preferencialmente à gaiola-enfermaria ou estufa antes referida e só os reponha ao ninho na manhã seguinte, bem cedo.

5- Não se deve esquecer de manter todo o controle possível sobre os fungos, nas sementes, na farinhada e no ambiente.

6- Se a mãe estiver com as penas molhadas em volta do pescoço, é sinal que os filhotes estão num processo de diarréia; procure saber o que é, principalmente quanto à fermentação do alimento servido, interfira imediatamente.

7- Pode ocorrer também a paralisa intestino, o pescoço se afina e a ave falece rapidamente. Isso pode acontecer por falta de calor da mãe ou fome, como também porque estão infectados ou doentes, quase sempre por fungos.

8- É muito comum a fêmea arrancar canhões de penas dos filhotes; para tentar resolver esse problema, cubra o ninho com um círculo de tela de forma que ela não consiga atingir o corpo do filhote, ou transfira para uma ama-seca imediatamente, ministre comida rica e minerais para ela.

AS ANILHAS

As anilhas de 2,3 mm (curió) e 3,2 mm (bicudo) de diâmetro, serão colocadas no 7-10 dia de vida; este é o melhor momento. Aconselha-se que as anilhas sejam personalizadas porque é a marca de cada criador e ajuda muito na divulgação da respectiva criação. Não os anilhe no dia que estão para abandonar o ninho para não provocar a saída do filhote antes do momento certo. Isso pode provocar um estresse irreversível na ave e torná-la assustada e problemática para o resto da vida. Outro cuidado é ter as mãos limpas, como já foi ressaltado, e as próprias unhas aparadas para realizar o anilhamento e não contaminar os filhotes com vírus ou bactérias. Não é necessário nenhum tipo de óleo para ajudar na operação. ([url=http://criacaodecurio.com/rejei%C3%A7%C3%A3o da anilha.html]REJEIÇÃO DA ANILHA PELA FÊMEA)[/url]

ALIMENTAÇÃO
.
Lavras de tenebrio ([url=http://criacaodecurio.com/criacao de tenebrios.html]Tenebrio molitor[/url]) poderão ser adicionadas à alimentação, 5 unidades pela manhã e pela tarde; não dê mais do que isso, porque pode matar os filhotes por causa da difícil digestão. Os filhotes devem sempre estar com o papo cheio, principalmente na hora de dormir. Procure saber por que o problema está acontecendo; não espere nada.

Veja se a mãe está aceitando bem a alimentação administrada. O segredo de tudo é: o filhote não pode passar fome ou frio; se isto estiver acontecendo, auxilie a fêmea imediatamente, não espere nem um pouco.

Alguns filhotes, quando saem do ninho, não abrem o bico para a fêmea tratar; nesse caso, trate-o diretamente com ajuda de seringa ou palito até que ele passe a ingerir a comida recebida de sua mãe. Em geral, quando os filhotes completam 10/15 dias, as fêmeas entram em processo de preparação para nova nidificação (nova reprodução); por isso todo o cuidado para não perder a cópula daquelas fêmeas que estão separadas do macho. Lembre-se de higienizar o ninho para a nova ninhada.

No 13º dia eles deixam o ninho, ocasião em que a fêmea poderá já estar no processo de nova postura. Não há nenhum problema nisso; a mãe choca e trata dos filhotes com proficiência e bons resultados.

- É preciso que se isolem os filhotes mais velhos do contato com o ninho, através da divisória central da gaiola ou, no caso de viveiro, colocando-os em uma gaiola menor, de maneira que os pais possam tratá-los pela grade. Isso porque costumam incomodar muito a mãe, tirando-a do ninho, quebrando os ovos ou matando os irmãos mais novos com profundas bicadas.

- Todo o ciclo explicado até agora pode se repetir por 3 e 4 vezes, no máximo. Assim, uma fêmea poderá produzir se bem tratada, até 10 filhotes por temporada, sem nenhum prejuízo à sua saúde.

SEPARAÇÃO DOS FILHOTES
O filhote será separado dos pais por volta dos 40/45 dias, idade em que já pode comer sozinho, embora se precise tomar cuidado especial com a sua saúde e alimentação. Para evitar o estresse, não deve ser separado de seu irmão de ninho. Isso pode ajudar positivamente no amansamento, na formação de sua personalidade, porque seu irmão é uma companhia, um amigo e será bom para a qualidade das crias. Ótimo também que se ajude nos três primeiros dias do desmame, administrando soro hidratante na água de beber. Se ele ficar “chorando” insistentemente, pegue-o na mão e alimente-o direto no bico com ajuda da seringa graduada ou volte-o para a mãe mais alguns dias. É necessário que se continue ministrando aminoácidos essenciais solúveis diariamente e polivitamínico 3 vezes por semana até que termine a muda de ninho, aos seis meses de idade. Nesse período recomenda-se, também, que o filhote fique resguardado e mantido em locais onde não haja umidade, corrente de ar e ambientes infectados; todo cuidado com fungos, bactérias e parasitas.

SEXAGEM

Quanto à sexagem é muito difícil nos filhotes de 2 a 3 meses; a única maneira segura seria através do DNA; já há tecnologia para se fazer este tipo de sexagem. Outro método que está sendo desenvolvido é a observação que se pode fazer traçando uma linha reta passando por baixo do bico de cima em direção dos olhos, no macho ela passará por baixo do olho e na fêmea irá de encontro com o centro da cavidade ocular. Dizem, também, que o pássaro macho, ainda no ninho, tem a largura das costas mais estreita do que da fêmea.

Após a muda de seis meses, pode-se começar outra fase de manuseio dos filhotes, separando-os um em cada gaiola.

Inicia-se, então, o treinamento para acostumá-los com capa, passeio a brejos, volta de carro e tentativas de acasalamento. Tudo isso com muito cuidado para não ir além dos limites, causando transtornos psíquicos irreversíveis. Temos sempre que lembrar da condição de jovens, que ainda estão entrando na adolescência.

Outro item importante é descobrir bem cedo, pelas evidências apresentadas, qual é a aptidão de cada um. Se tem fibra, se tem um bom canto e se é repetidor.

É fundamental que se respeitem as características de cada pássaro para se conseguir um pretenso campeão do tipo especial que se pretende produzir.

Sabe-se, entretanto, que a maioria dos filhotes não dará satisfação plena as expectativas do criador, daí a grande importância da aplicação sistemática da seleção genética.

Para criar filhotes existem muitas e muitas variáveis que somente a experiência, ao longo de muitos anos, poderá chegar a cada criador; só então serão relacionadas e seguidas as próprias e mais convenientes rotinas para o sucesso da criação.



CÉLIA MARIA CAYRES
SUPERVISOR CHEFE
SUPERVISOR CHEFE

Mensagens : 5582
Pontos : 8191
Reputação : 523
Data de inscrição : 06/09/2013
Idade : 51
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum