ANUNCIOS
ANUNCIO
SITES PARA CRIADOR
Guias para criação
AJUDA COM OUTROS ANIMAIS
CANAL YOUTUBE
TopSites AvesPT
PESQUISE SOBRE ESPECIES
ATUALIZAÇÕES
Loading...

Alimentação de Periquitos - Artigo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Alimentação de Periquitos - Artigo

Mensagem por CÉLIA MARIA CAYRES em Seg 14 Dez - 21:56

Alimentação dos Periquitos

Justamente pelo fato dos periquitos serem granívoros, o seu principal alimento são as sementes que são trituradas através do bico impulsionado pelos seus fortes maxilares, justamente atentando para este fato que as mesmas deverão ser de ótima procedência e qualidade, afinal irão cobrir as carências de proteínas e etc. Satisfazendo as exigências de criadores principiantes e profissionais, existe a venda em lojas Pets misturas já pronta e fabricada especialmente para periquitos. Lembre-se de jamais adquirir misturas que contenham grãos de milho vermelho, uma vez que possui baixo valor nutritivo.

As principais sementes que poderão ser adotadas na dieta diária são:
Alpiste.
Aveia.
Níger.
Painço (amarelo, preto, verde e vermelho).
Espiga de painço.
Cártamo

Nem sempre as misturas pré-fabricadas satisfazem as exigências dos criadores, uma vez que a experiência e prática no manejo demonstraram que infelizmente existem muitas sementes nestas misturas que os periquitos se recusam a comer. Assim, sendo do interesse do criador preparar a sua própria mistura, recomenda-se;

Sementes - Porcentagem
Aveia descascada 10%
Alpiste - 30%
Mistura Pré-feita - 10%
Milho - 50%

Não é aconselhável deixar a aveia à disposição dos periquitos o tempo inteiro, uma vez que a mesma costuma engordar muito as aves. Aconselha-se somente administrar em épocas especiais (após o período do acasalamento), e para filhotes ganharem peso. Preferencialmente sirva à parte, levando-se em conta que posteriormente poderá ficar difícil separar as cascas das sementes.

Frutas

As frutas são ótimas fontes de minerais e vitaminas, uma das mais utilizadas é a banana que fornece iodo e uma ótima opção para que os filhotes ganhem peso saudavelmente. Outras frutas como a laranja e maçã também poderão ser oferecidas normalmente, muito embora que a maçã não seja muito apreciada pelos periquitos. Atente para o fato que o abacate jamais poderá ser oferecido, uma vez que é mortífero para os mesmos.

Verduras

Assim como as frutas, as verduras também suprem muitas carências de minerais e vitaminas. As folhas mais escuras deverão ser mais priorizadas como a chicória, o espinafre (rico em cálcio, Vitamina A, B e ferro) e almeirão.

As verduras de folhas claras como o alface deverão ser descartadas, uma vez que as mesmas costumam ter poucos nutrientes e água. A cenoura poderá ser oferecida freqüentemente, levando-se em consideração que é muito rica em Vitamina A, muito embora que o seu suco costume manchar temporariamente as penas da face dos periquitos.

Durante o inverno, talos e folhas de couve são muito apreciados. Cabe salientar que tal como as frutas, as verduras também deverão ser muito bem lavadas a fim de eliminar restos de produtos químicos empregados na produção dos mesmos, e excrementos de outros animais. As verduras poderão ser oferecidas entre 2 a 3 vezes por semana.

Milho

Não existe nada mais que os periquitos possam gostar do que do milho verde, trata-se de um ótimo hidratante e confere um rápido ganho de peso nos filhotes. Atente para o fato de oferecer bem lavado e obrigatoriamente sem casca. Procure não servir cozido, evitando-se assim a perda de nutrientes, e jamais com sal. Milho oriundo de plantações que utilizam agrotóxicos deverá ser descartado. Dê preferência por espigas graúdas, brilhantes e no ponto de serem colhidas, é desaconselhável oferecer espigas brancas, moles, escura, amarela, como já mencionada anteriormente vermelha ou dura. As espigas poderão ser oferecidas entre 2 a 3 vezes por semana. 
Vitaminas.

Muitos criadores iniciantes oferecem alimentos para os periquitos que contém apenas vitaminas, isto é um erro, uma vez que aqueles que contenham micro elementos, proteínas e sais minerais obrigatoriamente também deverão ser oferecidos para o plantel. Os periquitos também necessitam de uma quantidade relativamente grande de iodo, esta substância é utilizada pela tiróide durante a produção de hormônios que serão necessários na execução de diversos processos que serão realizados no organismo da ave. Assim sendo, é recomendável colocar um bloco de iodo nas grades das gaiolas do seu plantel. Na falta de um bloco de iodo, como você já viu anteriormente, a banana é uma ótima fonte natural desta substância.

Guloseimas

Atualmente existem em lojas Pets diferenciados tipos de guloseimas como barras e anéis de sementes. Algumas até mesmo cobertas com mel. Quando estas guloseimas são servidas, é natural que haja alteração da cor nas fezes dos periquitos, devido aos corantes que são utilizados pelas fábricas na produção das mesmas. É muito importante prevenir o criador iniciante que não ofereça estas guloseimas em excesso, uma vez que já está provado que o consumo exagerado está ligado com a aparição da diabete de aves do tipo mellitus.

Água

Sem dúvida alguma, a água deverá obrigatoriamente estar sempre à disposição. Justamente pelo fato de uma rede de água não ser a mesma de um local para outro, procure optar pela água tratada, muito embora que o cloro em pequenas dosagens não faça mal aos periquitos, dependendo da qualidade da água de sua rede, poderá ser oferecida normalmente. Na falta de uma rede pública de água potável de qualidade, e na falta de disponibilidade para obter água tratada, você poderá optar pela filtração ou apenas ferver. 

A água poderá ser oferecida tanto nas tigelas de porcelana como nos tradicionais bebedouros. Embora que os bebedouros sejam desvantajosos por não serem alcançados pelos filhotes que recém abandonaram seus ninhos, muitos criadores o utilizam em seus plantéis por trazerem a vantagem que os periquitos não conseguem defecar em seu interior. 

Uma opção viável, porém não muito barata, seria o sistema automático de água. Trata-se de um dispositivo que com apenas um toque libera água, sendo de fácil instalação, uma vez que basta apenas conectar o dispositivo em uma mangueira ligada em uma caixa de água.

Areia (grit)

A areia (sêmola ou grit), erroneamente muitas vezes é esquecida na dieta dos periquitos, sendo que se trata de um item verdadeiramente indispensável, uma vez que assim como outras aves, os periquitos não dispõem de dentes, assim sendo, eles necessitam ingerir grãos de areia para moer os alimentos no interior de suas moelas antes que os mesmos sejam eliminados pelas enzimas e absorvidos através das paredes dos intestinos, além disto, o grit constitui uma importante fonte de minerais para os periquitos. Justamente por isto que a areia deverá sempre permanecer à disposição deles. Além de grãos de areia, o grit também é composto de carvão vegetal, farinha de ostra e etc. Cabe salientar que o Grit pode ser largamente encontrado em Lojas Pets com preços bastante módicos.

Osso de siba

Muitos criadores, não sabem, mas a matéria prima na fabricação do famoso osso de siba é a sépia, um molusco da mesma família da lula que possui uma concha interna. Assim como outras, esta concha também é rica de minerais, principalmente de cálcio. Deve ser fornecida para os periquitos principalmente durante o período reprodutivo. Podendo ser colocado um bloco preso à grade em cada uma das gaiolas. Não é necessário controlar o consumo de osso de siba para os periquitos, uma vez que este papel é desempenhado no próprio instinto destes pássaros, além de repor o cálcio, os periquitos utilizam os ossos de siba para afiarem o bico.

Farinhadas

Independentemente se os periquitos estão criando ou não, as farinhadas também são indispensáveis na dieta. Veja como preparar uma farinhada completa;

Juntamente com 1 colher de sopa de proteína texturizada, junte 1 colher de sopa de fubá para cada ovo cozido por aproximadamente 15 minutos e devidamente amassado. Ou 2 colheres de sopa de farinha de milho para cada ovo cozido por aproximadamente 15 minutos e amassado. O interessante é que poderá também ser acrescentado milheto e outros grãos, como o famoso gergelim. Neste caso, a quantidade também irá variar de acordo com o número de aves no seu plantel, sendo meia colher de chá desta receita para cada periquito.

Alimentação na mão

Alimentar os periquitos à mão somente em duas situações; na falta dos progenitores quando estes morrem ou se recusam a alimentar os filhotes ou domesticação. Acompanhe;

Uma vez que os progenitores tenham fugido do plantel, morrido ou até mesmo pelo filhote ter sido o último da ninhada e não ser alimentado, naturalmente existirá a necessidade de o criador recorrer para alimentação à mão. 

Um periquito que não se alimenta corretamente geralmente apresenta o papo vazio, quilha saliente e cada vez mais a sua fraqueza irá se acentuando. O pássaro fica somente em um canto da gaiola, seu olho começam a ficar “sem vida”, com penas eriçadas e apático. Caso o estado da fraqueza seja muito avançado, infelizmente na maioria dos casos já não será possível recuperar o periquito, e inevitavelmente, este acabará por morrer. 
Independentemente da idade do periquito, o único recurso a ser empregado será alimentá-lo na mão. Este procedimento poderá ser executado com uma seringa, uma colher de chá ou um conta-gotas. A seringa e o conta-gotas poderão ser empregados nos periquitos jovens, posteriormente para a colher de chá.
Na maioria das lojas Pets o criador poderá encontrar papinhas já preparadas que inclusive vêm com seringas próprias para esta finalidade.

Publicação retirada de:
Curso Prático Criando Periquitos

CÉLIA MARIA CAYRES
SUPERVISOR CHEFE
SUPERVISOR CHEFE

Mensagens : 5576
Pontos : 8180
Reputação : 520
Data de inscrição : 06/09/2013
Idade : 51
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum