ANUNCIOS
ANUNCIO
SITES PARA CRIADOR
Guias para criação
AJUDA COM OUTROS ANIMAIS
CANAL YOUTUBE
TopSites AvesPT
PESQUISE SOBRE ESPECIES
ATUALIZAÇÕES
Loading...

A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA

Mensagem por juliocgn em Sab 7 Set - 23:17

A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA.
05/09/2011 18:36

A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA.

Por Bento Formigari.
[color][font]
 
Saudações a todos.
 
Venho mais uma vez colocar minha experiência com a ração extrusada para que todos possam usufruir os benefícios dela.
O ponto principal deste artigo será a Transição para Extrusada.
Lembro a todos que tudo descrito neste artigo é por experiência própria na conversão alimentar de minhas aves, dentre as aves convertidas posso citar:
Serinus canarius, Carduelis Cucullata, Carduelis Carduelis, Carduelis Magellanica, Chloebia gouldiae, Lonchura striata domestica.
 
Apresentarei para vocês os seguintes temas:
 
[/font][/color]

  • PRINCIPAIS MEDOS DO CRIADOR.
  • ERROS COMETIDOS COM A TRANSIÇÃO.
  • COMO FAZER A TRANSIÇÃO.
  • ATITUDES A SE TOMAR DEPOIS DA TRANSIÇÃO.
  • RECOMENDAÇÕES SOBRE FABRICANTES.

[color][font]
 
 
 
[/font][/color]
PRINCIPAIS MEDOS DO CRIADOR.
[color][font]
 
Aqui irei descrever alguns medos comuns entre os criadores que querem introduzir a alimentação extrusada em seus planteis.
 
[/font][/color]

  • Posso perder alguma ave durante o processo de transição?

[color][font]
Sim, pode ocorrer óbito durante o processo.
Dentre todas as aves que converti ocorreram dois óbitos. O que acho ser um número insignificante. Alias não posso afirmar se foi pela conversão ou por algum problema que a ave já vinha desenvolvendo.
 
[/font][/color]

  • Ouvi dizer que as aves alimentadas com extrusada ficam com a coloração apagada, isso é verdade?

[color][font]
A genética das cores é uma coisa muito particular de cada ave e de cada plantel.
Para quem cria canários sem fator a alimentação tradicional com sementes também sofre com este item “coloração”. Muitos criadores têm dificuldades para igualar seu plantel e muitas vezes tem que adicionar pigmentantes na alimentação, dependendo da genética da ave o pigmentante pode ajudar ou atrapalhar porque pode deixar, por exemplo, a ave dourada.
Para quem cria canários com fator a alimentação tradicional com sementes não ajuda muito porque algumas sementes da mistura contem carotenóides que competem com a cantaxantina que é oferecida a eles para obterem a coloração vermelha. Para estes criadores a alimentação com extrusada será mais proveitosa, pois são livres de carotenóides.
Algumas empresas que fabricam a extrusada já têm em seu leque de produtos, farinhadas exclusivamente para canários com fator e canários sem fator.
Resumidamente a extrusada se mantém neutra, cabendo ao criador suplementar com pigmentantes ou não a alimentação de suas aves. Uma dica para quem cria canários sem fator e suplementar a alimentação com folhas verdes como a couve.
 
[/font][/color]

  • Os preços da ração extrusada são elevados, irei gastar mais?

[color][font]
 
Engano seu. Alem de todos os benefícios com a alimentação você gastara menos com remédios, suplementos, utensílios, estocagem e tempo.
Os fabricantes afirmam que em media a ave consome 40% menos de ração extrusada do que mistura de sementes. Posso afirmar que nos testes que fiz aqui este consumo chega a ser acima de 55% a menos do que com sementes.
Falei em gastos com suplementos e irei deixar aqui uma questão para você pesquisar e comprovar ainda mais os benefícios da extrusada.
Você acha que os níveis de vitamina A, cálcio e fósforo encontrados na mistura tradicional de sementes é suficiente para sua ave?
Resumindo, você economiza e oferece uma qualidade de vida muita melhor para sua ave usando a ração extrusada.
 
 
[/font][/color]
ERROS COMETIDOS COM A TRANSIÇÃO.
[color][font]
 
[/font][/color]

  • Achar que a ave não esta se alimentando durante o processo de transição ou mesmo depois.

[color][font]
Este ponto é importantíssimo: Em media um canário consome por dia 3 gramas de extrusada e 8 gramas de mistura de sementes.
Vejam que diferença enorme!
Então não pense que ele não esta se alimentando.
 
[/font][/color]

  • Durante o processo de transição oferecer varias opções de alimento.

[color][font]
Outro ponto importante para você saber, não se deve oferecer muita variação de alimentos durante este processo para não comprometer a transição.
Utilize somente o alimento principal, por exemplo, a mistura de sementes e a nova alimentação com extrusada, esporadicamente ofereça uma fruta, verdura ou farinhada durante o processo.
 
[/font][/color]

  • Melhores épocas para fazer a conversão.

[color][font]
Nunca tente fazer a conversão quando houver muitas aves doentes, perto da época de criação ou muito próximo aos campeonatos.
 
[/font][/color]

  • Misturar a extrusada com as sementes.

[color][font]
Este erro é muito cometido por quem quer fazer a transição. Hora, se você quer que sua ave coma a extrusada, porque misturar com as sementes?
Fazendo isso certamente o caminho será mais longo ou talvez nunca chegue ao objetivo.
Em alguns casos esse artifício até pode ser usado, mas prefira não fazê-lo.
 
 
[/font][/color]

  • Deixar muitos dias o alimento extrusado nos comedouros.

[color][font]
Algumas pessoas acham que por ser um alimento “seco” podem deixar vários dias no comedouro. Errado, deixe no Maximo por cinco dias. Alguns fabricantes recomendam uma semana. Isso dependerá muito do local de criação, se for um lugar muito úmido ou ocorrer muitos dias com umidade elevada recomendo deixar somente três dias.
 
 
[/font][/color]

  • Observação.

[color][font]
Colocar a extrusada no comedouro e esperar sentado sem observar e depois falar que eles não comem também não te leva ao objetivo.
Observe sempre, veja se estão comendo, se estão jogando fora, se não chegam perto, se a ração esta em perfeito estado, etc...
 
 
[/font][/color]
COMO FAZER A TRANSIÇÃO.
[color][font]
 
Chegamos ao ponto crucial.
Como fazer a transição?
Lembrando que quando o criador optar por fazer esta conversão deve realmente fazer com que a ave “enxergue” o novo alimento como uma coisa rotineira do dia a dia.
Seja persistente, não se deixe abater e não imagine que a ave esta passando fome.
Posso relatar e para quem tiver interesse poderá me visitar e constatar que todas as minhas aves consomem muito bem o alimento extrusado, inclusive aves compradas nos campeonatos regionais, estaduais e no campeonato brasileiro, aves essas que foram criadas exclusivamente com a mistura de sementes e hoje comem extrusada.
Com tudo isso, acho que sou bem gabaritado para lhe passar as informações a seguir.
Irei descrever como faço o processo de transição das minhas aves em quatro etapas.
Utilizando para isso gaiolas criadeiras ou individuais e comedouros tipo meia lua. Se você utilizar uma voadeira com mais aves poderá dobrar as medidas, inclusive com mais aves fica mais fácil seu manejo e adaptação. Lembro também que vocês irão fazer dois tipos de transição, um com a mistura de sementes e outro com a extrusada. Para fazer esta conversão levará em media 15 a 20 dias ou até mais dependendo do caso.
 
1ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com mistura de sementes.
1 comedouro com alpiste puro.
Se antes você utilizava a mistura de sementes ira notar que eles comerão mais rapidamente esta e deixarão o alpiste e a extrusada para depois. Deixe estes alimentos por quatro dias.
Se você notar que ficaram sem a mistura de sementes, mas ainda tem alpiste, não reponha, somente reponha após comerem o alpiste puro também. Você também ira notar que mexeram na extrusada porque as aves são curiosas e acabam sendo atraídas. Se eles comerem bem a extrusada nestes quatro dias, reponha sempre que necessário, mantenha o comedouro cheio.
 
2ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com alpiste puro.
1 comedouro com alpiste puro.
Deixe por mais quatro dias. Reponha sempre que necessário a extrusada e só reponha o alpiste puro quando restarem apenas as cascas, mas com um, porém, não encha os comedouros de alpiste puro, coloque somente pela metade.
Nesta etapa você já vai ver um consumo maior de extrusada.
 
3ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com alpiste puro.
Deixe esta seqüência por mais quatro dias. Reponha o alpiste puro somente no terceiro dia se necessário. Nesta etapa o consumo de extrusada já estará chegando aos níveis normalmente consumidos diariamente.
Não desista nesta etapa, pois já esta quase concluído o processo de conversão.
 
4ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
Esta é a etapa chave. Inicie com os três comedouros com extrusada. No segundo dia coloque meio comedouro de alpiste puro. No terceiro dia novamente os três com extrusada. No quarto dia novamente meio comedouro de alpiste puro. Por fim do quinto dia em diante somente extrusada.
 
Após as quatro etapas se você notar alguma ave embolada ou com algum problema, retorne a terceira etapa e na quarta etapa prolongue por mais alguns dias. Mas geralmente não é preciso.
Para as pessoas que utilizam gaiolas que não comportem comedouros tipo meia lua, pode-se adaptar a conversão com somente dois comedouros e ir retirando a mistura aos poucos até chegar na terceira etapa onde deve haver somente o comedouro com metade da capacidade de alpiste puro.
Lembro a vocês que com as etapas descritas acima eu sempre tive êxito na transição, mas isso não impede de você criar a sua maneira também.
Mais uma vez reforço que não desistam, pois estarão oferecendo as suas aves o que há de melhor em termos de alimentação.
 
 
[/font][/color]
ATITUDES A SE TOMAR DEPOIS DA TRANSIÇÃO.
[color][font]
 
Pouco se fala no manejo após a transição para o alimento extrusado, mas ele existe e passarei a descrever.
Após a transição você deverá optar por colocar menos comedouros nas gaiolas, porque?
Porque como mencionado não se deve deixar por mais de cinco dias o alimento extrusado dentro dos comedouros, então opte por menos comedouros para não lhe causar desperdícios. Com o tempo você ira se acostumar com o consumo e adaptar quantos comedouros e as quantidades para passar 4 a 5 dias.
Você também pode fornecer outros alimentos para eles após a transição.
Frutas, verduras e farinhada apropriada para a época podem fazer parte desse cardápio, desde que não ultrapassem o limite diário de 20%, 2 ou 3 vezes por semana.
Agora vamos falar dos criadores que levam suas aves para exposições.
É sabido que nas exposições o alimento oferecido é a mistura de sementes, então como irei levar minhas aves para exposição se elas comem extrusada?
Para não ter problemas você deve começar a introduzir sementes na alimentação delas.
E como fazer isso?
Após 20 dias de nascimento forneça um comedouro de alpiste puro aos pais, assim quando os filhotes forem alimentados já podem ir sentindo o gosto da semente.
Quando os filhotes estiverem a mais de 15 dias nas voadeiras, ofereça um comedouro com alpiste puro e análise a reação deles ao novo alimento. Provavelmente irão consumir sem problemas. Continue oferecendo uma ou duas vezes por mês aos filhotes.
Certamente seu clube avisará com antecedência a data em que será realizada a sua exposição. Tendo esta data em mãos você começara a fornecer com mais freqüência o alpiste puro e posteriormente a mistura de sementes para que se acostumem e não ocorra nenhum problema na exposição e uma posterior venda (falarei sobre vendas mais abaixo).
Com 30 dias de antecedência você vai começar a fazer o contrario do que foi relatado para fazer a transição, ou seja:
 
1ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
Inicie com os três comedouros com extrusada. No segundo dia coloque meio comedouro de alpiste puro. No terceiro dia novamente os três com extrusada. No quarto dia novamente meio comedouro de alpiste puro.
 
2ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com alpiste puro.
Deixe esta seqüência por mais quatro dias. Reponha o alpiste puro sempre que necessário.
 
3ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com mistura de sementes.
1 comedouro com alpiste puro.
Deixe por mais quatro dias. Reponha sempre que necessário à mistura de sementes e o alpiste puro.
 
4ª ETAPA.
1 comedouro com extrusada.
1 comedouro com mistura de sementes.
1 comedouro com mistura de sementes.
Mantenha esta alimentação até as exposições chegarem.
 
Lembre-se que este manejo inverso é somente para as aves que irão participar das exposições e não é necessário fazer isso no plantel inteiro.
Algumas pessoa lendo esse manejo inverso irão pensar que não vale a pena tanto trabalho!
Para estas pessoas eu digo o seguinte:
“Como você quer se destacar, se não consegue fazer um simples manejo?”.
 
Vamos falar agora sobre as vendas de aves que comem ração extrusada.
Mostre a sua ética neste ponto.
As aves vendidas nas exposições para outros criadores você deve dizer que elas foram criadas com ração extrusada e se o comprador quiser continuar com este alimento, forneça a ele o nome da ração que você utiliza. Por outro lado se ele quiser fornecer mistura de sementes, não haverá problemas porque suas aves já foram adaptadas para este alimento.
Para vendas em seu criadouro, por exemplo, para uma pessoa leiga que só quer um machinho para cantar, você deve mostrar para esta pessoa os benefícios dela alimentar este machinho com a extrusada, mas se mesmo assim ele quiser fornecer mistura de sementes você deve fornecer o passo a passo para isso.
Resumindo a questão vendas deve ser um livro aberto.
 
Tenho mais um comentário a fazer sobre as vendas.
Eu já vendi e vendo aves tratadas com extrusada e nunca ouvi nenhuma reclamação.
 
 
[/font][/color]
RECOMENDAÇÕES SOBRE FABRICANTES.
[color][font]
 
Depois de lerem este artigo sei que muitos irão se perguntar e me perguntar quais rações eu utilizo ou quais são as melhores.
Antes de citar alguns nomes eu gostaria de dizer algumas coisas.
Preço baixo não é sinônimo de qualidade.
Procure uma ração que seja encontrada perto ou na sua cidade ou ainda com um distribuidor direto.
 
Hoje no mercado brasileiro existem vários fabricantes de rações extrusadas e farinhadas, dentre eles os que mais se destacam são: ALCON, MEGAZOO e NUTRÓPICA.
 
ALCON.
A Alcon tem uma grande linha voltada para a alimentação dos canários, os que eu recomendo são estes:
Para períodos de manutenção Alcon Canário Criador.
Para períodos de reprodução Alcon Top Life ou Super Top Life.
Para períodos de manutenção e reprodução Alcon Club Farinhada com Ovo para Canários.
Para os filhotes Alcon Club Papa para Filhotes.
 
MEGAZOO.
A Megazoo tem uma linha muito boa de Farinhadas para canários, mas ainda peca por ter somente uma ração extrusada destinada exclusivamente para os canários. E esta ração, a CM15 é destinada para épocas de manutenção, ficando assim carente para o período reprodutivo. Eles têm a ração SR25 que é indicada para períodos de reprodução, mas eu testei e conclui que é mais aceita pelos exóticos do que pelos canários.
A ração CM15 tem um ponto a seu favor, ela é aceita mais rapidamente pelos canários.
Já com relação a farinhadas existem varias opções.
Para períodos de manutenção FA16 e Canários de cor Manutenção.
Para períodos de reprodução FC21, Canários de cor Reprodução, Canário lipocrômo Amarelo, Canário de Porte Super Premium.
Para filhotes tem a papa I25.
 
NUTRÓPICA.
A Nutropica tem uma linha pequena de alimentos destinado aos canários, porem muito bons. Consiste em uma ração extrusada que já testei e é muito boa e há pouco tempo foi lançada a farinhada que ainda não tive oportunidade de testar, mas outros criadores já me disseram que é boa.
 
Todas estas marcas citadas acima são excelentes e cabe a você escolher a que melhor se adapte em seu criadouro.
 
Até a próxima.[/font][/color]


Leia mais: [url=http://www.canarilformosura.com/news/a transi%C3%A7%C3%A3o para ra%C3%A7%C3%A3o extrusada-/?utm_source=copy&utm_medium=paste&utm_campaign=copypaste&utm_content=http%3A%2F%2Fwww.canarilformosura.com%2Fnews%2Fa%20transi%C3%A7%C3%A3o%20para%20ra%C3%A7%C3%A3o%20extrusada-%2F][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][/url]

juliocgn
Pasarinheiro Expert
Pasarinheiro Expert

Mensagens : 1034
Pontos : 1571
Reputação : 37
Data de inscrição : 14/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA

Mensagem por Huenio Barreto em Dom 8 Set - 9:54

show julio !!
muitos criadores colocam a extrussurada de uma vez!
mt bom parabéns


[i]Huenio santos[/i]









Saudades do tempo dos velhos momentos... ♫♫♪

Huenio Barreto
Pasarinheiro Expert
Pasarinheiro Expert

Mensagens : 4201
Pontos : 4806
Reputação : 233
Data de inscrição : 26/01/2013
Idade : 17
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA

Mensagem por juliocgn em Dom 8 Set - 12:44

Vlw....


"
[url=http://www.dicionarioinformal.com.br/significado/a pressa %C3%A9 inimiga da perfei%C3%A7%C3%A3o/9239/]A pressa é inimiga da perfeição[/url]"

juliocgn
Pasarinheiro Expert
Pasarinheiro Expert

Mensagens : 1034
Pontos : 1571
Reputação : 37
Data de inscrição : 14/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A TRANSIÇÃO PARA RAÇÃO EXTRUSADA

Mensagem por Rodrigo Canários em Dom 8 Set - 14:33

Eu uso extrusada a 6 meses, mais nunca tive coragem de tirar as sementes, eles comem as duas... Mais da para perceber que eles gostam mais das sementes, por isso não tiro...

Eu uso a extruada de CURIÓ,  pois é a única que achei e granel, $-12,00 o kilo. A de canário só na garrafinha, ai é muito caro, 9,90 300 gramas...

O dono da loja diz que é mesma coisa, será que é mesmo em???

Rodrigo Canários
Passarinheiro Junior
Passarinheiro Junior

Mensagens : 145
Pontos : 179
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/06/2013
Idade : 42
Localização : Biguaçu - Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum